25 jul 2013

3 DICAS PARA ACERTAR NO MARKETING DE AFILIADOS

No Comments Administração e Gestão, E-Commerce, Economia Digital, Empreendedorismo, Inteligência Competetitiva, Internet, Marketing, Mercado, Nem Todo Empreendedor Nasce Sabendo, Startup, Tecnologia, Web

Saiba o que é e como aproveitar o marketing de afiliados na sua estratégia digital. 

lounge-empreendedor-3-dicas-para-acertar-no-marketing-de-afiliados

A publicidade na internet tem crescido exponencialmente nos últimos cinco anos. Dados da Forbes.com apontam que até 2016, as empresas irão preferir os canais online de divulgação pela flexibilidade e menor custo. Segundo projeções da consultoria PwC, os gastos com publicidade na internet brasileira deverão crescer 91% entre 2013 e 2017, representando US$ 3,1 bilhões, uma taxa média anual de crescimento de 18,6%.

Com isso, uma nova modalidade de marketing vem ganhando força entre os negócios digitais: o marketing de afiliados. Por se tratar de um tipo de marketing baseado em desempenho é uma das melhores maneiras para uma pequena empresa remunerar cada visitante ou cliente trazido pelos esforços individuais de seus afiliados.

Para ter sucesso nessa iniciativa, você precisa estabelecer suas metas e trabalhar com afinco para conquistá-las. Se você se interessa pelo assunto, veja algumas dicas elaboradas por especialistas:

1. Seja autêntico.

As empresas de sucesso dependem de comunicação e relacionamento eficaz. Se você tentar construir relacionamentos de negócios baseados em falsidades, eles vão desmoronar rapidamente.

Para impressionar e atrair audiência, não adianta adotar uma “persona” na web que seja completamente estranha para você. O resultado final é a tensão entre o que é real e o que é apresentado, ou seu público facilmente irá identificar uma persona falsa. Em ambos os casos, você não irá conseguir se conectar com os clientes e colocará em risco sua credibilidade.

O maior sucesso em marketing de afiliados surge quando o público pode realmente se identificar com você. Seja fiel a si mesmo, ofereça valor real, e a aceitação e as recompensas virão.

2. Seja consistente. 

Os iniciantes em marketing de afiliados tendem a mudar de um método de promoção de produtos para outro muito rapidamente. Em busca da próxima “grande coisa”, não estabelecem estratégias confiáveis e parecem volúveis demais.

Identifique seus pontos fortes e aproveite tais habilidades em uma base consistente de afiliados. Dessa forma, você pode desenvolver indicadores que apontem as estratégias que estejam funcionando – ou não – e sua base tende crescer.

Outro erro comum é escolher um produto com base em taxas de conversão percebidas ou porque um concorrente atingiu uma mina de ouro com o produto. Cuidado! O que serve pra Chico não serve pra Francisco; não é porque uma estratégia funcionou para o seu concorrente que poderá dar certo pra você.

Você tem que saber seus pontos fortes como empreendedor e precisa estar informado sobre seus produtos e seu mercado potencial. O principal diferencial virá quando você for capaz de agregar valor ao seu mix de produtos. Você não pode fazer um golaço de primeira, mas vai construir a sua credibilidade e, eventualmente, encontrar um craque entre os seus afiliados.

3. Seja confiante e determinado.

É preciso tempo, paciência e energia para alcançar seus objetivos através do marketing de afiliados. Depois que um produto inicialmente não consegue disparar, os empreendedores podem se tornar hesitantes e baixar a confiança, porque as coisas não deram certo. Isso é natural.

Quando confrontados com grandes decisões ou com uma volta negativa dos acontecimentos, empreendedores de sucesso simplesmente não desistem. O traço que muitas vezes separa alguém bem sucedido de alguém medíocre é perseverança. É quase impossível não ver algum erro acontecer quando você está aprendendo com suas forças e habilidades.

Você deve aceitar os erros, refletir sobre eles, e então usar o novo conhecimento que você ganhou de um revés para ajudá-lo a ter sucesso em sua próxima empreitada. Aqueles que estão realmente lutando por seus objetivos, não desistem facilmente.

O marketing de afiliados oferece um mundo de possibilidades. As escolhas mais populares para a sua empresa incluem Pay Per Click, Pay Per Sale, e Pay Per Lead, mas com o aumento da concorrência e a variação nas regras do local para a colocação de anúncios de afiliados, estratégias eficazes devem incluir maneiras inovadoras de reforçar a sua presença na web.

Seja qual for a sua escolha, lembre-se que com determinação, confiança, conhecimento e autenticidade, você pode capturar seu público e ter sucesso em encontrar os produtos ou serviços perfeitos para torná-lo uma próxima história de sucesso.

13 jul 2013

LIBERDADE VIGIADA

No Comments Comportamento, Cotidiano, Economia Digital, Ética, Internet, Redes Sociais, Tecnologia, Web

Você consegue imaginar sua internet sem Google, YouTube, GMail, Facebook, Microsoft, Skype, Twitter ou Wikipédia? Pois é…

lounge-empreendedor-liberdade-vigiada

Estamos quase que completamente nas mãos de empresas americanas quando o assunto é internet.  Por isso, a polêmica sobre a espionagem da internet brasileira pelos Estados Unidos está fervendo. A cada dia aparece uma novidade sobre o caso, desde instâncias do governo se mobilizando para contribuir com as investigações, até revelações de que o Brasil aceita este tipo de interferência desde 2001. É muita coisa para acompanhar!

Mas o que realmente importa é conseguir dar a proporção correta à notícia de que a Agência de Segurança Nacional dos EUA teria grampeado nossas comunicações.

Ok! Ninguém gosta de saber que as informações geradas em seus dispositivos tecnológicos podem estar sendo monitoradas, mas é preciso entender que o conteúdo das mensagens não estão contidos nos metadados que os tais programas de espionagem podem ter acesso. (Dá uma olhadinho no gráfico no final do texto)

Há algo que me preocupa muito mais do que saber o que o Obama pode estar fazendo com as minhas informações.

Deputados, senadores, ministros, secretários e oportunistas em geral estão em todos os cantos falando sobre soberania nacional, enquanto questões como corrupção, reforma política ou importação de médicos vão ficando de lado.

Pensar que empresas de telecomunicação brasileiras que nos cobram tão caro por um serviço tão precário participaram deste tipo de espionagem é repugnante. O ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, já admitiu que aquelas que têm convênios com companhias estrangeiras expõem dados porque passam por portões internacionais, via cabos submarinos e satélite ao custo de US$ 650 milhões por ano.

E existe uma ameaça ainda mais séria: no afã de oferecer respostas rápidas e enérgicas sobre o caso, a proposta do Marco Civil da Internet pode ser alterada e perder sua essência: a garantia da privacidade, liberdade de conteúdo e neutralidade na rede.

O presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves, disse que os deputados estão insatisfeitos “com um ou dois artigos” e que a votação não deverá acontecer agora. O Senado criou a CPI da Espionagem para apurar as denúncias de interceptação de dados de brasileiros pelos EUA, mas não ficou claro quem e o que pretendem investigar.

Sem contar que a resposta que a nossa presidente pretende oferecer para proteger a privacidade dos usuários brasileiros, restringindo dados à jurisdição do país, pode resultar em uma internet ainda mais lenta e com menor oferta de serviços para todos nós. É melhor a gente começar a cuidar do nosso jardim antes de olhar para o problema americano.

lounge-empreendedor-liberdade-vigiada-grafico-metadados

13 jun 2013

3 RAZÕES PARA ANUNCIAR NO GOOGLE ADWORDS

Comentários desativados em 3 RAZÕES PARA ANUNCIAR NO GOOGLE ADWORDS Comportamento do Consumidor, E-Commerce, Economia Digital, Empreendedorismo, Inovação, Internet, Marketing, Mercado, Mídias Sociais, Nem Todo Empreendedor Nasce Sabendo, Novos Mercados, Publicidade, Redes Sociais, Startup, Tecnologia, Web

O investimento em links patrocinados forma uma bela parceria com o trabalho de produção de conteúdo e SEO

lounge-empreendedor-razões-para-anunciar-no-google-adwords

Sempre que pensamos em marketing digital, falamos sobre a importância da produção de conteúdo próprio – educativo e relevante – como forma de atração de visitantes e geração de leads.

No entanto, os resultados deste trabalho aliados às técnicas de otimização para ferramentas de busca (SEO) não aparecem imediatamente. A tarefa de tornar-se uma empresa referência nos temas de seu mercado e receber recomendações até chegar ao topo dos resultados de busca orgânica é um processo que costuma levar pelo menos alguns meses.

Uma boa forma de alavancar esse processo em pouco tempo é investir em mídia online – como os Links Patrocinados da plataforma do Google, o Google AdWords.

Veja 3 boas vantagens de investir neste canal:

Conquistar resultados em curto prazo

A primeira grande vantagem de investir no AdWords é o retorno em curto prazo. Como toda a ideia dos Links Patrocinados é poder mostrar o seu site na primeira página do resultado de busca no Google, suas visitas e Leads gerados podem aumentar muito da noite para o dia.

Além disso, o Google é uma forma muito efetiva de comprar mídia online, pois o anúncio encontra as pessoas no exato momento em que procuram por aquilo, trazendo visitantes qualificados e em um estágio mais avançado do funil de vendas.

Muitas vezes esse investimento para ter resultados de curto prazo é essencial por dar fôlego para realizar da maneira certa e sem atropelamento outras atividades de longo prazo como blog, mídias sociais e SEO.

Descobrir palavras-chave importantes para o negócio

Utilizando o Google AdWords também é possível testar a taxa de conversão das palavras-chave relevantes para o seu negócio e identificar quais trazem o maior número de Leads ou vendas. No decorrer do processo é comum descobrir que nem sempre as palavras com maior volume de buscas são as que trazem mais oportunidades de negócio.

Essa análise permite identificar por quais palavras-chave vale a pena brigarem (SEO) e assim garantir que os esforços em produzir e otimizar conteúdo para estar bem posicionado no Google possam ir para palavras que realmente convertem.

Otimizar o fluxo de conversão

Para ter resultados que façam a diferença – ou seja, atrair novas oportunidades de negócio – em geral funciona muito melhor direcionar os links nos anúncios para Landing Pages (páginas de conversão) específicas, aumentando a chance com que os visitantes impactados pela ação sejam convertidos em Leads. Isso é mais difícil de acontecer se, ao clicar no anúncio, o usuário for direcionado a uma página qualquer do site da empresa, como por exemplo a Home.

Se você tem uma verba para experimentação e uma boa ferramenta para construção de Landing Pages e testes A/B, é viável criar volume para avaliar o impacto de cada variação, seja na oferta, nos títulos, nos benefícios e até nos formatos da página.

O próprio fluxo de conversão pode ser melhorado. Avalie se para uma determinada palavra-chave funciona melhor levar o usuário para a página do produto, para uma Landing Page de um conteúdo rico ou para um bom post sobre o assunto. Em geral, só temos como confirmar isso através de testes e o investimento em Links Patrocinados ajuda a acelerar essa experimentação.

lounge-empreendedor-razões-para-anunciar-no-google-adwordsPara finalizar, é importante dizer que sabendo escolher bem as palavras-chave pelas quais brigar (evitando termos muito concorridos e que não convertem) investir no Google AdWords é mais barato do que se imagina. Basta definir um valor máximo de Custo por Lead (CPL) que planeja pagar e avaliar a campanha após alguns dias, cortando as palavras que estão com CPL elevado e aumentando o orçamento das que estão convertendo a um bom CPL.

Para saber mais sobre como usar o Google Adwords, participe de um webinar gratuito sobre o tema aqui.

Eric Santos (@ericnsantos) é co-fundador e CEO da Resultados Digitais, empresa criadora do RD Station, plataforma de Marketing Digital para médias e pequenas empresas. 

09 jun 2013

SEMANA DE ÓLEO, GÁS E ENERGIA

Comentários desativados em SEMANA DE ÓLEO, GÁS E ENERGIA Empreendedorismo, Inovação, Meio Ambiente, Novos Mercados, Oportunidade de Negócio, Pequena Empresa, Responsabilidade Social Empresarial, SEBRAE, Sustentabilidade, Tecnologia

Segunda edição do evento incentiva micro e pequenas empresas a fecharem negócios com grandes corporações do setor

lounge-empreendedor-Semana-de-Óleo-Gás-e-Energia

As inscrições para a II Semana de Óleo, Gás e Energia do Paraná, que vai acontecer de 12 a 15 de agosto, abrem no dia 15 de junho e terminam no dia 31 de julho. O evento é organizado pela Associação das Empresas Fornecedoras da Cadeia Produtiva de Petróleo, Gás e Energia do Estado (Redepetro PR), em parceria com o Sebrae no Paraná e a Petrobras. Podem participar micro e pequenas empresas dispostas a se tornarem fornecedoras de grandes companhias. Já confirmaram presença nessa edição a Compagás, Transpetro e Klabin.

A programação conta com rodadas de negócios, workshops e seminários. O consultor do Sebrae no Paraná, Gilberto Keserle, explica que o evento vai gerar novas oportunidades para as micro e pequenas empresas. “Muitas acham que não têm porte para trabalhar com grandes companhias, mas isso não é verdade. Para estarem aptas, basta se qualificarem e nós oferecemos essas oportunidades por meio de cursos, consultorias e oficinas. Trata-se de um setor em franca expansão no Brasil, com investimentos altíssimos. Esse é o momento de se preparar para aproveitar as oportunidades que o mercado oferece”, aponta.

Mas não são apenas os proprietários de micro e pequenas empresas que saem ganhando. Uma exigência da Agência Nacional de Petróleo (ANP) determina que cerca de 70% dos contratos de grandes companhias devem ser fechados com parceiros nacionais. Keserle conta que as gigantes do setor têm dificuldade para encontrar fornecedores de qualidade. “É necessário cumprir uma série de exigências nas áreas de segurança, gestão, meio ambiente e saúde para fechar contrato com companhias de grande porte. Nós damos suporte para ajudar os empresários a se adequarem e cumprirem essas questões burocráticas”, explica.

A primeira edição da Semana de Óleo, Gás e Energia do Paraná, realizada no ano passado, contou com a participação de 150 empresas fornecedoras e 22 corporações do setor de óleo, gás e energia – as chamadas empresas-âncoras. Para 2013, a previsão é aumentar esses números.

O presidente da Redepetro PR, Valdemiro Kreusch Júnior, declara que a novidade deste ano será a realização de um seminário de crédito, que trará representantes do setor bancário para apresentar linhas de financiamento específicas para as empresas do segmento. “Os fornecedores trabalham com alto volume para serem clientes das grandes empresas, isso encarece a produção. O mercado exige capital e, para poderem se adequar, as pequenas empresas precisam de crédito”, pontua.

lounge-empreendedor-Semana-de-Óleo-Gás-e-Energia

Na edição passada, mais de R$ 10 milhões em volume de negócios foram fechados durante a rodada. As inscrições custam R$ 300 e podem ser feitas no site redepetropr.wix.com/redepetro.

Serviço:

II Semana de Óleo, Gás e Energia do Paraná
Data: 12, 13, 14 e 15 de agosto
Inscrições: 15 junho a 31 de julho
Local: Centro de Exposições Inácio Coimbra – Fiep. Avenida Comendador Franco, no 1.341 – Curitiba – PR

Informações para a imprensa:
Savannah Ações em Comunicação – empresa licitada do Sebrae/PR
Assessoria de Imprensa Sebrae/PR – Regional Leste: Francielle Colpani
(41) 8874-4907  –  jornalismo1@savannah.com.br
Leandro Donatti – Jornalista do Sebrae/PR –  (41) 3330-5895 ou (41) 9962-1754

04 jun 2013

NOVAS REGRAS DO E-COMMERCE

No Comments Ambiente Legal, E-Commerce, Economia Digital, Empreendedorismo, Internet, Legalização de Empresa, Tecnologia

O Decreto com as novas regras para o e-commerce no Brasil passou a exigir das operações que atuam no meio online uma série de adaptações. 

lounge-empreendedor-novas-regras-para-o-ecommerce

Das determinações, destaque para a criação de canal de atendimento facilitado ao consumidor e a inclusão de informações referentes à empresa em local de destaque e de fácil visualização.

Com o objetivo de reunir em um único documento todas as informações pertinentes a essas mudanças, a WBI Brasil criou o Manual sobre as novas regras do e-commerce. Na forma de tópicos, o manual permite uma consulta rápida aos principais pontos que o Decreto contempla. 

lounge-empreendedor-infográfico-novas-regras-ecommerce

Para baixar o documento, clique aqui.

Fonte: Alfeo Pozza Jr. – Assessoria de Imprensa da WBI Brasil.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...