11 ago 2017

MAIORES EMPRESAS DO VAREJO BRASILEIRO

No Comments Dados sobre Empreendedorismo, Economia, Empreendedorismo, Evento, Mercado, Negócios

Com a presença de mais de 600 pessoas, nova edição do ranking SBVC mostra varejo que faz acontecer

Estivemos ontem na Livraria Cultura do Shopping Iguatemi São Paulo para o evento de lançamento da terceira edição do ranking “As 300 Maiores Empresas do Varejo Brasileiro”da Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo. Um delicioso encontro que celebrou a força do setor, capaz de continuar em crescimento mesmo diante do desaquecimento da economia brasileira em 2015 e 2016.

Segundo Eduardo Terra, presidente da SBVC,  “o Ranking é um retrato profundo e detalhado do que é o varejo brasileiro, com números inéditos. Trata-se de um estudo denso e apaixonante”.

A edição 2017 é fruto de uma coleta de dados ainda mais completa, com análises profundas sobre o comportamento das 300 maiores redes de varejo do Brasil durante o período da maior crise recente do nosso país.  

O que levou esse grupo de empresas a  crescer? Um dos aspectos mais importantes, segundo o estudo, é a busca por produtividade. O varejo entendeu que era preciso otimizar seus recursos para lidar com o cenário recessivo  e  mudar processos e estruturas encontrando espaço para melhoria  em cada ponto de venda.

“Embora se fale muito em fechamento de lojas, esse grupo de 300 empresas teve um aumento de 3% no número de PDVs, aumentou suas vendas em 8% e teve ganho de produtividade”, comenta Alberto Serrentino, vice-presidente da SBVC.

Alguns outros pontos interessantes do ranking apontam:

  • a evolução dos Conselhos de Administração, atualmente 65 das 300 maiores já contam com uma estrutura consultiva;
  • a necessidade de uma transformação digital que contemple as oportunidades que virão nos próximos anos,  das 300 empresas, somente 119 vendem online, sendo que apenas 18 das 144 supermercadistas listadas contam com e-commerce; 
  • o desenvolvimento de uma estrutura sólida de governança corporativa. Afinal, sem esse cuidado não há como discutir abertura de mercado, criação de fundos de investimentos e o amadurecimento do setor.

O guia está estruturado em capítulos bem definidos que falam sobre conceitos e definições do setor no Brasil, em números e numa retrospectiva histórica, conta com a opinião de especialistas, faz um recorte por segmentos  e aborda  temas como geração de emprego, faturamento , abertura de lojas, franquias e apontamentos sobre os desafios futuros. Ou seja, um presente para quem assim como eu é um apaixonado pelo setor.

Por mais que o Brasil pareça viver numa gangorra econômica entre denúncias e crises políticas sem fim, o varejo continua contratando, abrindo lojas, ampliando suas vendas e contribuindo para o desenvolvimento brasileiro.

Se você quer saber mais, o Ranking já está disponível para download no site da SBVC. Clique aqui para baixar seu exemplar!

22 mai 2017

COMO VENDER MAIS NA CRISE

No Comments Administração e Gestão, Economia, Empreendedorismo, Marketing, Mercado, Negócios, Nem Todo Empreendedor Nasce Sabendo, Vendas

Em tempos de crise, é preciso repensar as estratégias de vendas para não deixar sua empresa parar. Confira dicas práticas para não deixar de vender mesmo com a economia fraca.

Queda da atividade econômica, inflação elevada, aumento do desemprego, crédito restrito e endividamento recorde. Cada indicador divulgado recentemente traz uma nova notícia desanimadora. Pior para os pequenos empresários. São eles que costumam ser mais sensíveis à retração da economia. Mas não adianta lamentar, o cenário é desafiador para os empreendedores e vai se dar bem aquele que for criativo e souber cortar custos do negócio.

As vendas do comércio varejista, apenas em abril, caíram 3,5% na comparação com o mesmo mês do ano passado. Foi o maior recuo desde agosto de 2003, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). No mesmo período, as micro e pequenas empresas do Estado registraram queda de 13,6% no faturamento real, de acordo com o Sebrae-SP.

Por isso, na avaliação do professor da Escola de Economia de São Paulo (FGV/EESP), Clemens Nunes, 2015 e 2016 serão anos desafiadores. “Teremos possivelmente uma recuperação muito tímida, não suficiente para uma retomada sustentável do crescimento”, diz.

Isso significa que o empresário vai precisar se debruçar sobre os custos e as despesas. “A ideia é conseguir manter um nível de rentabilidade operacional capaz de levar o negócio a passar incólume por esse período. Se eu e meus concorrentes estivermos na piscina, eu quero ser o mais alto quando a água subir”, afirma Nunes.

Austeridade e criatividade são as duas palavras-chave em momentos de crise, segundo o consultor do Sebrae-SP, Gustavo Carrer. A recomendação é repensar cada real gasto com muito planejamento e buscar eficiência. Com as despesas controladas e pouca verba para investir, o jeito é recorrer a ações diferentes para vender mais. Um exemplo citado pelo consultor é usar o WhatsApp para divulgação do cardápio do dia no restaurante aos profissionais que trabalham na região.

Outra alternativa é dividir custos e buscar parcerias. Foi o que fez o dono da loja de artigos para decoração Formosinha, Marcos Guanha, com o franqueado do Café do Feirante, Cleder Domingues Lopes. A dupla de empresários de Marília pautou sua ação na observação dos consumidores. Segundo eles, os maridos que acompanham as mulheres nas compras costumam ficar irritados com a “tranqüilidade” com que elas realizam suas aquisições.

Por isso, o acompanhante da cliente ganha um “vale-café” para passar o tempo na cafeteria. “É um pequeno gesto que gera satisfação”, diz o proprietário da Formosinha. Ganha a loja de decoração com a consumidora livre para comprar e a cafeteria também lucra com o consumo adicional. “Mesmo que o cliente só consuma o café, ele conhece o local e acaba voltando depois”, conta Cleder Lopes.

Guanha passou, ainda, a oferecer água aromatizada com frutas. “Isso ajudou a cativar o cliente. Tenho um custo de R$ 7 a R$ 10 por semana e uma repercussão que vale a pena.” Guanha conta que começou a pensar em alternativas para baratear a operação no segundo semestre de 2014 “Começou a surgir um pessimismo muito grande na economia e não queria seguir esse caminho”, diz o empresário..

A recomendação do professor de administração da ESPM, Jose Amato Balian, para superar as dificuldades sem grandes investimentos, é fazer o básico bem feito: entregar o produto no prazo e com a qualidade prometida para o consumidor. E o empreendedor deve dar atenção especial para a área comercial do próprio negócio – é preciso avaliar com lupa o desempenho do negócio, o preço cobrado, as embalagens usadas, controlar o nível do estoque e, também, dar atenção especial ao treinamento dos vendedores.

Uma dica é rever o sistema de remuneração: produtos vendidos com mais facilidade podem ter margens menores e os mais difíceis, margens maiores. “É uma situação muito difícil, mas não tem milagre, e, sim, muito trabalho”, analisou.

números:

  • 1,45% é a retração prevista para o Produto Interno Bruto (PIB) neste ano, segundo o Boletim Focus, do Banco Central. Para 2016, a mediana das projeções é de um crescimento de 0,7%.
  • 8,47% foi a inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) em maio, acumulada em 12 meses. Foi o maior índice desde 2003 e a principal pressão veio dos alimentos.
  • 46,3% é o total da renda das famílias que estava comprometida com dívidas em abril – maior índice desde janeiro de 2005. O rendimento médio do trabalhador caiu 2,9% em abril ante abril de 2014.

É hora de olhar custos e as despesas: Empreendedor vai precisar de criatividade e relacionamento para fazer parcerias para, assim, aumentar as vendas sem grandes investimentos no negócio

Finanças: Nas crises, a preocupação com a área financeira é maior. É quando as ineficiências ficam mais evidentes e o empresário precisa cortar custos.

Básico: A empresa, pelo menos, tem que fazer o básico bem feito. Entregar o produto no prazo e na qualidade prometida é fundamental.

Vendas: É hora de rever a distribuição dos revendedores, avaliar desempenho, margens, preços, se os estoques são compatíveis e investir em treinamento.

Criatividade: É preciso ter criatividade para pensar em ações baratas para atrair mais clientes e aumentar as vendas. Vale fazer parcerias para dividir custos.

Negociação: Pode ser uma oportunidade para negociar novos pontos ou compras com fornecedores em melhores condições.

Por Gisele Tamamar
Fonte: Estadão PME

11 set 2015

DICA DE LEITURA: A ESCOLA DOS DEUSES

No Comments Aprendizagem, Carreira, Coaching, Comportamento, Liderança, Mudança, Negócios, Proposta de Valor, Sucesso

“Fundará uma escola do Ser, para quem tem um sonho a realizar. Nela se ensinará que o sonho é a coisa mais real que existe (…) Que isso que a humanidade chama realidade não é outra coisa senão o reflexo do seu sonho. Criará uma Escola da responsabilidade, uma escola para filósofos de ação, que ensina que felicidade é economia, que a riqueza, o bem estar e a beleza são direitos de nascença de todo ser humano.”

lounge-empreendedor-escola-dos-deuses

Não muito conhecido no meio literário do Brasil, mas de grande representação no cenário europeu, “A Escola dos Deuses – Formação dos líderes da nova Economia” é um romance escrito pelo sociólogo italiano Stefano Elio D’Anna, reitor da ESE, European School of Economics publicado no Brasil pela Editora Pró-Libera.

lounge-empreendedor-escola-dos-deusesO livro é apresentado como um plano de fuga para escapar da prisão da mediocridade, de uma vida mecânica e repetitiva, sem originalidade, sem alegria. Posso dizer, sem a menor sombra de dúvida, que quando li pela primeira vez, vi várias das minhas crenças darem uma boa “chacoalhada”, pois o livro desafia nossa visão usual e hipnótica do mundo, nossos hábitos arraigados, as convicções obsoletas, as ideias de segunda mão que tomamos emprestadas sem que tenhamos alguma vez ousado colocá-las em discussão.

E não me venha dizer que você não é assim… Somos todos um pouco “pasteurizados” pelas normas e crenças populares!

Indicado a empreendedores, estudantes e todos aqueles que querem relembrar seu sonho e vê-lo realizado, “A Escola dos Deus” narra a história do renascimento de um ser humano comum, que encontra um ser extraordinário – o Dreamer – e, ao lado dele, empreende uma verdadeira revolução individual considerando aquilo que, por vezes já tratamos aqui no Lounge Empreendedor:

"TODA A MUDANÇA OCORRE DENTRO, NÃO FORA DO SER HUMANO"

Muitos irão pensar que sua linguagem é complicada ou que só os economistas poderão entende-lo. Mas não é o que acontece com quem toma a iniciativa de lê-lo.

O livro tem narrações diretas e simples de serem entendidas, e por contar a história com o Dreamer, recorre ao constante emprego de máximas e histórias que nos lançam verdades irrefutáveis sobre os mais diversos vícios humanos como o gostar de sofrer, viver na dependência sem liberdade e alegria, e a hipocrisia de atitudes altruístas que são na verdade egoístas. Ah! E tudo isso sem o menor esforço para evitar a crueldade dos fatos.

Ao longo do livro, percebemos uma série de críticas à sociedade tanto na sua forma de pensar e agir como na maneira que trata e educa as pessoas rumo ao “sucesso”. Ousaria afirmar que o livro, talvez, só faça sentido se você estiver em busca da essência das coisas, do regresso à completude, a um estado de integridade do qual o ser humano se esqueceu. Agora, se você é um daqueles sonhadores pragmáticos, capazes de harmonizar os aparentes antagonismos como economia e ética; ação e contemplação; poder financeiro e amor, você irá se deliciar (e se questionar também!)

Costumo encontrar neste livro aquilo que realmente acredito: o sonho é a coisa mais real que existe e o objetivo de formar uma nova humanidade não será possível senão pela transformação individual, sendo – nós mesmos – responsáveis pelas nossas escolhas e pelo que acontece em nossa vida (o bom e o ruim). Tenho certeza que você vai se lembrar de várias pessoas que conhece e de várias situações que já viveu. Dentre os diversos temas abordados, alguns foram os que me chamaram a consciência:

  • Auto-observação é autocorreção
  • A morte nunca é uma solução
  • É proibido matar-se dentro
  • O mundo é como você o sonha
  • Quem ama não pode depender
  • Visão e realidade são uma mesma coisa
  • Uni-verso. Verso o uno

Ok, legal, mas e o que isso tem a ver com a jornada empreendedora, Ana?

Oras, todo empreendedor precisa descobrir seu próprio sonho e fazer aquilo que ama para alcançar suas aspirações mais sublimes. Porém, precisam se libertar da doença mais temida do planeta que não é o câncer nem a aids, mas o pensamento conflituoso.

Para mudar o destino do ser humano é preciso mudar a sua psicologia, seu sistema de convicções e crenças. Somente uma revolução individual, um renascimento psicológico, um restabelecimento do ser, de cada ser humano, célula por célula, poderá conduzir a um bem-estar planetário, a uma civilização mais inteligente, mais verdadeira, mais feliz.

Porém, essa é uma transformação individual que não pode ser delegada. É um compromisso do indivíduo para com ele mesmo. Por isso, digo que Stefano Elio é um verdadeiro mestre de autoconhecimento e autocorreção e confesso que já reli “A Escola dos Deuses” outras duas vezes, depois do meu encantamento inicial. Sim! Esse é um livro que merece releituras… Aliás, faço aqui uma recomendação:

Reserve, mais ou menos, uma hora antes de você ir dormir para lê-lo. (Você pode optar pelo áudio book também!) Limpe sua mente de tudo o que te aconteceu durante o dia e se concentre nas palavras. Deixe as mensagens entrarem na sua mente e alimentar seu espírito. Dê tempo para que seu cérebro absorva cada uma das lições.

Deixe que seu cérebro, assim que entrar em repouso, transforme suas mensagens diretas (ou não) em desejos no seu subconsciente. Se prepare para fazer a viagem mais importante da sua vida: a viagem interior. Você será apresentado a sua verdadeira essência. Caberá a você fazer a escolha de mantê-la escondida do resto do mundo ou deixá-la se expandir e ser vista por todos.

Lembre-se, apenas, que estamos aqui para aprender a sonhar novos sonhos e que todo e qualquer mal pode desaparecer se entendermos que tudo provém de dentro.

"CUIDE DO QUE HÁ DENTRO DE VOCÊ!"

SOBRE O AUTOR:

STEFANO ELIO D´ANNA é economista, sociólogo e escritor de best-sellers. Graduou-se com honras em Economia pela Universidade de Nápoles, concluiu seu mestrado na London Business School ( Programa ITP) e doutorado em Sociologia da Comunicação, na Universidade Católica de Milão. Stefano ocupou cargos de liderança em grandes multinacionais e já participou de inúmeros seminários internacionais para líderes globais, em que expôs suas teorias sobre Liderança, Integridade e Longevidade Corporativa.  Suas publicações incluem os livros "Berlusconi in Concert", "A Dream For The World" e o best seller "A Escola dos Deuses", já traduzido nos principais idiomas da Europa, em russo, chinês e turco.

27 mar 2015

STARTUP CULTURE

No Comments Economia Digital, Empreendedorismo, Modelo de Negócio, Negócios, Startup, Tecnologia

O portal Startup Culture irá mapear os ecossistemas de startups no Brasil

 

lounge-empreendedor-startup-culture

Na próxima terça-feira (31), será lançado um portal voltado para empreendedores, com um evento gratuito e aberto ao público com interesse em empreendedorismo, startups e tecnologia.

O Startup Culture vai mapear o ecossistema de todo o Brasil e reunir notícias, vagas de emprego, conteúdos sobre empreendedorismo e muito mais, em parceria com a Eventbrite Brasiltrampos.co e o Coworking Plug N'Work.

Como irá funcionar

O portal terá um mapa de todos os players do ecossistema de startups que estão espalhados pelo Brasil (veja o infográfico no final desse nosso papo). Serão formados núcleos com o objetivo de fomentar cada região do país que tiver alguma iniciativa empreendedora. Os integrantes desses núcleos serão os responsáveis por alimentar todas as informações relevantes para as startups e empreendedores para que todos do núcleo se beneficiem e a região se desenvolva como um polo inovador.

A concentração das vagas em startups em um único local, mostradas em uma grande lista e dentro dos núcleos, serão publicadas por meio do portal trampos.co, com a intenção de facilitar e agilizar o recrutamento.

Além disso, o Startup Culture será também um hub dos eventos de tecnologia e empreendedorismo que farão parte desse ecossistema. Os usuários da rede poderão publicar e criar seus eventos, em parceria com a plataforma online para gerenciamento de eventos Eventbrite Brasil, representada no país pela startup argentina Eventioz.

Com a união dessas duas plataformas, os empreendedores terão em mãos o mapa do seu público de interesse e uma forma simples, eficaz e de confiança para realizar seus eventos, aumentando as chances de melhorar o networking e aproximação dos players.

Segundo o gerente de marketing da Eventbrite Brasil, Hugo Bernardo, as startups cadastradas no ecossistema terão infinitas possibilidades e oportunidades com as duas plataformas unidas. "A Eventbrite oferece uma solução simples e gratuita para os empreendedores brasileiros organizarem meetups ou eventos corporativos que ajudam no seu crescimento. Além disso, nossa parceria com o Startup Culture oferece aos associados vantagens especiais na organização de eventos maiores e mais complexos."

Para o idealizador do Startup Culture, Fabio El Beck, com esse portal, os empreendedores terão diversos benefícios. "O portal irá concentrar eventos, vagas de emprego, conteúdo e tudo o que o empreendedor precisa, sendo assim um grande facilitador para se desenvolver polos inovadores em qualquer lugar do Brasil."

Se você se interessou e quer estar presente, faça sua inscrição aqui.

Local: Plug N'Work – Avenida Nova Independência, 1061 – Itaim Bibi

Horário: 19h

Entrada: Gratuita

lounge-empreendedor-cultura-starups-infografico

28 fev 2015

SONHE GRANDE

No Comments Administração e Gestão, Carreira, Coaching, Comportamento, Comportamento Empreendedor, Cotidiano, Estabelecimento de Metas, Negócios, Sucesso

Quando a gente sabe para onde vai, não aceitamos qualquer caminho! Por isso: FOCA NA META! 

 

lounge-empreendedor-sonhe-grande

No caminho para o sucesso, assim como para a manutenção dos resultados desejados, a quantidade de energia, confiança e dedicação que colocamos nas nossas ações são fundamentais. Os vencedores têm o hábito de projetar expectativas positivas sobre sua vida, suas metas e seus objetivos. Existem algumas características comuns às pessoas de sucesso, como por exemplo, níveis elevados de energia, grande mobilização de recursos, grande capacidade de mostrar que estão no topo das coisas e parece que nada pode detê-los em busca do seu objetivo.

Você já conviveu com pessoas que são exímias em alcançar os objetivos a que se propõem?

É encantador… Elas são pessoas com enorme confiança e uma firme convicção de que não importa o que encontram pelo caminho, o que vale é o FOCO e a DETERMINAÇÃO rumo ao sucesso.

Todos os dias quando acordamos, podemos definir o desenrolar do resto do dia. Qual foi o seu primeiro pensamento hoje pela manhã? Quais são seus planos e objetivos? Walt Disney disse: ”Se você pode sonhar, pode fazê-lo”.

Crie um “filme mental”  das suas metas, e veja-o na sua mente quantas vezes (e quando) quiser. Seja a figura principal desse filme, capacite-se e dê as habilidades à sua personagem. Sinta o cheiro, o sabor e a sensação da conquista do seu objetivo atingido.  Essa imagem clara na sua mente deve ser como aquele post-it colado na frente do seu monitor que lhe relembra aquilo que quer muito fazer e é prioritário. Quando temos uma meta poderosa estabelecida, encaramos cada novo dia com mais energia.

Mas tome cuidado: estabeleça objetivos preferencialmente que dependam de si. Para que eu possa sonhar em ser avó, meu filho também precisa ter o desejo de ser pai. Estar dependente de outros ou de circunstâncias das quais você não tem qualquer tipo de controle, nos coloca numa situação vulnerável. Evite-os!

Estabeleça critérios concretos para medir seu próprio progresso em direção à realização de cada objetivo que você definiu. Quando você mede o seu progresso, você fica no caminho certo. Alcançar pequenos avanços nas datas estabelecidas é experimentar a alegria da conquista e vai direcioná-lo a dar continuidade ao esforço que ainda resta.

É claro que nem sempre poderemos controlar tudo o que irá de acontecer. Sofreremos influencia daquilo que nos cerca, coisas boas e coisas más acontecerão, mas sempre temos a possibilidade de aprender e agir de forma que nos beneficie.

Por isso, adquira o hábito de agir positivamente no seu dia desde o momento em que se levanta da cama. Tenha planos. Escolha as palavras, imagens e cenários mentais que possam colocá-lo num estado de ser pleno de recursos alinhados às exigências, desafios e objetivos que se propõe. Relembre a si mesmo que tem o poder de se autoinfluenciar positivamente e vencer. A vida é o resultado do que fazemos e não do que, ilusoriamente, dizemos querer fazer.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...