31 jul 2015

ASSÉDIO SEXUAL NO TRABALHO

No Comments Ações Sociais, Ambiente de Trabalho, Carreira, Sociedade e Política, Viva Positivamente

Abusar da hierarquia da empresa para tirar vantagens sexuais é assédio sexual, e isso é crime. A primeira dica é romper o silêncio e denunciar o ato, saiba como!

lounge-empreendedor-assedio-sexual-no-trabalho

O assédio do chefe começa, na maioria das vezes, como uma brincadeira inocente. A prática vai se intensificando e, quando você percebe, já está de mãos atadas. Muitas mulheres sofrem em situações como essa no dia a dia e o pior: caladas e com medo de perder o emprego. Abusar da hierarquia da empresa para tirar vantagens sexuais é assédio sexual, e isso é crime.

Num caso relatado no site do Tribunal Superior do Trabalho (TST), um supermercado localizado na cidade gaúcha de Viamão teve de pagar R$ 10 mil a uma balconista assediada por um dos donos da empresa durante o trabalho. No último exame do caso, a Terceira Turma do Tribunal Superior do Trabalho negou provimento a recurso da empresa, que pretendia ser absolvida da condenação. Segundo a empregada, o patrão a teria assediado passando a mão em seus seios e fazendo comentários libidinosos sobre eles.

Em outro caso, este publicado no dia 15 de novembro de 2013, um mero galanteio, a paquera e olhares de admiração não apresentam assédio sexual segundo a 6ª Turma do Tribunal Regional do Trabalho da 3ª Região. O colegiado analisou um pedido de indenização por danos morais de uma mulher que alegou ter sofrido por seu chefe "atos tendentes a obter favores sexuais contra a sua vontade".

A juíza relatora disse não ter visto provas de assédio sexual ou moral, pois em ambos os casos não houve pressão reiterada. Segundo a juíza, não houve assédio moral pela ausência de perseguição constante ou "terror psicológico capaz de incutir no empregado uma sensação de descrédito em si próprio". 

O que, então, caracteriza o assédio sexual?

 

Numa pesquisa realizada com 478 pessoas e divulgada em 2012 pelo site Trabalhando.com, 40% já sofreu algum tipo de assédio sexual no ambiente de trabalho, sendo 32% mulheres e 8% homens. Embora existam casos inversos em que o homem se vê assediado por uma mulher, essa não é a regra e sim a exceção. O assédio sexual é crime com legislação específica e penalidades previstas. (Veja a cartilha desenvolvida pelo Ministério do Trabalho e Emprego)

O assédio acontece quando o homem, principalmente em condição hierárquica superior, não tolera ser rejeitado e passa a insistir e pressionar para conseguir o que quer e isso pode ser expresso de várias formas. No ambiente de trabalho, atitudes como piadinhas, fotos de mulheres nuas, brincadeiras consideradas de macho ou comentários constrangedores sobre a figura feminina podem e devem ser evitados.

É o constrangimento caracteriza o assédio. Uma cantada, até mesmo um convite para sair, pode ser feito no ambiente profissional, mas é preciso que isso não ameace o posto de trabalho de nenhum dos lados e muito menos seja feito sob ameaça. Ao que se arriscou fazer o convite é preciso também saber ouvir não. 

Outro fator relevante é entender que assédio sexual é o praticado apenas por chefes em relação ao subordinado. Pessoas do mesmo cargo que tentam insistentemente uma abordagem sexual e outros atos de constrangimento são considerados assédio moral. Gritar ou expor ao ridículo em alguma situação são outros exemplos do que configura crime.

Segundo a professora Adriana C. Calvo, mestranda da PUC/SP, há dois tipos de assédio sexual. A chantagem é o tipo criminal previsto pela Lei nº 10.224/2001. O outro é a intimidação, a intenção de restringir, sem motivo, a atuação de alguém ou criar uma circunstância ofensiva ou abusiva no trabalho. As mulheres ainda são as maiores vítimas do que a legislação denomina assédio sexual.

A Convenção Interamericana para Prevenir, Punir e Erradicar a Violência Contra a Mulher (Convenção de Belém do Pará, 1995 – CEDAW) classifica o assédio sexual no trabalho "como uma das formas de violência contra a mulher". As informações são da cartilha atualizada e elaborada pela Subcomissão de Gênero com participação da Comissão de Ética do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE).

Se você sente que passa por algo parecido, não se cale. Preparamos algumas dicas sobre atitudes que você pode tomar já:

  • Dizer não ao assediador, com a maior clareza
  • Contar aos colegas de trabalho o que está se passando e reunir todas as provas possíveis
  • Contar para a chefia hierarquicamente superior ao assediador, se houver
  • Denunciar ao Sindicato da categoria
  • Em casos extremos, procurar uma delegacia mais perto e a apresentar queixa.

lounge-empreendedor-assedio-sexual-no-trabalho

05 fev 2015

VOCÊ PODE FAZER O QUE?

No Comments Ações Sociais, Desenvolvimento Sustentável, Escolhas, Protagonismo, Qualidade de Vida, Responsabilidade Social Empresarial, Saúde

Eu acredito do poder da ação e das pessoas unidas em torno de uma causa. E você? 

lounge-empreendedor-voce-pode-fazer-o-que

Cada vez mais, a população tem acompanhado a situação hídrica no País. O que antes era um problema que afetava somente uma parcela dos brasileiros, hoje atinge grandes metrópoles como São Paulo e Rio de Janeiro. E, neste cenário, precisamos descobrir uma nova forma de nos relacionamos com um dos nossos bens mais preciosos.

Para levar o debate sobre a importância da economia de água para os jovens, a Unilever reuniu o empreendedor social Renê Silva (que é um querido e amigo do Lounge Empreendedor) e a cantora Preta Gil em um bate-papo no Morro do Alemão, no Rio de Janeiro. O encontro, realizado em dezembro do ano passado, discutiu como medidas simples podem fazer a diferença para garantir o acesso de todos à água de qualidade.

 “O resultado esta capturado em um vídeo que retrata o papel de cada um para garantir o acesso à água de qualidade, além de trazer dicas que podem ser adotadas por todos. Sabemos que mudanças simples de comportamento, quando adotadas em massa, podem gerar grandes economias, e é nosso papel trazer esse tema à tona em um momento delicado como este que o país está vivendo”, comenta Diego Colicchio, diretor de Marketing de Home Care e Marca Corporativa da Unilever.

 A ação faz parte do Projeto Sunlight, criado pela Unilever em 2013, e que tem como objetivo motivar milhões de pessoas a viverem de modo mais sustentável, inspirando-as a construírem uma sociedade melhor para as gerações futuras. Já em seu primeiro ano, o Projeto Sunlight transformou a vida de dois milhões de crianças nos Estados Unidos, Reino Unido, Brasil, Índia e Indonésia e inspirou mais de 100 milhões de pessoas em todo o mundo a adotarem comportamentos mais conscientes.

“Somos uma empresa pioneira em trazer a sustentabilidade para o centro do modelo de negócios. Acreditamos que ser sustentável não permeia apenas temas ambientais, mas refere-se a uma visão holística para as questões sociais que podem ser transformadas positivamente através das iniciativas que estamos promovendo, como o Projeto Sunlight.”, finaliza o executivo.

Talvez nem todos nós tenhamos o potencial da Unilever para levar adiante projetos como o Sunlight http://projetosunlight.com.br/, mas tenho certeza que tem boas ideias de como melhorar a vida das pessoas. Que tal contar um pouco pra gente?

Você pode também se engajar com o próprio Sunlight: http://bit.ly/1rzkz1J

Olha só o papo do Renê e da Preta…

 

04 out 2014

O SILÊNCIO DOS BONS

No Comments Ações Sociais, Cidadania, Comportamento, Datas Especiais, Democracia, Economia, Escolhas, Mercado, Mudança, Protagonismo, Responsabilidade Pessoal, Sociedade e Política

Amanhã viveremos um dia importante para a democracia brasileira. Você já fez suas escolhas?

lounge-empreendedor-o-silencio-dos-bons

Toda campanha eleitoral é a mesma coisa: políticos que a gente mal conhece aparecem prometendo mundos e fundos para abocanhar o voto da população. Dessa vez, quem está diferente é o eleitor, que chegou ao limite de sua paciência e não se empolga mais tão facilmente com as opções disponíveis.

Ouso dizer que “a ficha está caindo”, mas, infelizmente, isso ainda não produz uma mudança profunda no cenário que nos cerca. É comum ouvir muita gente reclamando dos políticos e da corrupção, mas quem os coloca lá?

Foi você, fui eu. Chega de tapar o sol com a peneira, chega de fugir do problema. Somos todos responsáveis pelos rumos da nação quando apertamos as teclas da urna eletrônica e confirmamos nossa escolha.

E amanhã, 5 de outubro, teremos a chance de fazer isso mais uma vez. Você está preparado? Pesquisou os candidatos que mais chamaram a sua atenção? Quem são eles, de onde são, qual o histórico político e pessoal, que bandeiras defendem?

Ou você é daqueles que, a caminho da zona eleitoral na qual vota, pega qualquer papelzinho no chão e crava o número na urna. E pensa orgulhoso: “Cumpri meu dever cívico”. Ledo engano, ser cidadão é mais do que simplesmente votar. É saber em quem se está votando e por qual motivo.

E tão nocivo quanto votar em qualquer um é não votar. Se eximir desta responsabilidade não vai tornar o País melhor, mas pode piorá-lo um pouquinho mais, por nossa negligência e comodidade é que a corrupção reina em todas as esferas e se enraíza sem cerimônia.

Você quer mais saúde, educação e segurança pública? Então chegou a hora de parar de reclamar e de fazer aquele discurso pronto e reagir. Esta é a poderosa hora de protestar, não sabotando o processo, votando em qualquer um, me branco ou nulo, mas votando com sabedoria, dando oportunidade a pessoas sérias, comprometidas e trabalhadoras.

Defendo o voto distrital, pois ele estimula a escolha de candidatos da nossa cidade e região que vivem e conhecem a nossa realidade: comendo nos mesmos restaurantes, frequentando o mesmo shopping, enfim, vivendo a nossa vida!

E mesmo sem o sistema estar legalmente em vigor, você já pode agir assim. Escolha representantes que sejam realmente seus representantes.

Saber escolher bem é necessário para que possamos resgatar o prestígio político de outrora, quando tínhamos cinco deputados. Hoje, nosso município tem um representante na Assembleia Legislativa e outro na Câmara Federal. É preciso dizer algo mais?

Amanhã, o poder estará em suas mãos, eleitor. Para alguns um transtorno para outros a oportunidade de intervir nos rumos da nação. Em qual grupo você está? Pense nisso! Já dizia Martin Luther King: “O que me preocupa não é o grito dos maus, mas sim o silêncio dos bons”.

lounge-empreendedor-o-silencio-dos-bons

06 mai 2014

BAZAR SOLIDÁRIO | CARREIRAS & NEGÓCIOS

No Comments Ações Sociais, Carreira, Coaching, Empreendedorismo, Evento, Mercado, Mercado de Trabalho

Unir empreendedorismo e solidariedade é o convite que temos para os ouvintes do Carreira & Negócios. Você topa vir com a gente?

 

lounge_empreendedor_bazar_solidario

Eba! Terça-feira é dia de Carreiras & Negócios na Radio Metropolitana AM 1070 e o programa de hoje tem convidadas super especiais que por razões distintas conseguiram unir o fomento ao empreendedorismo à inclusão e transformação.

Afinal, ninguém mais duvida de que é preciso que cada um de nós aja em seu pequeno espaço para criar oportunidades reais de desenvolvimento. Com o nome de Empreendedorismo Social, um conjunto de ações empreendedoras que visam à melhoria da sociedade vem ganhando cada vez mais espaço e empreendedores de todos os tipos lançam mão de medidas que podem ser ao mesmo tempo lucrativas e sociais.

Foi pensando assim que nasceu o Bazar Solidário de Mogi das Cruzes.

Segundo a presidente do Fundo Social de Solidariedade e idealizadora da proposta, Mara Bertaiolli, o principal objetivo do Bazar Solidário é oferecer novas oportunidades de negócios e impulsionar a solidariedade entre os mogianos.  A expectativa é “repetir o sucesso das duas edições do evento realizadas no ano passado, a primeira no mês de maio e a segunda em dezembro, próximo ao Natal. Nesta terceira edição, quem comprar no Bazar Solidário estará colaborando com a aquisição de cobertores para a Campanha do Agasalho”, diz Mara.

A Campanha do Agasalho em Mogi das Cruzes foi lançada no final de março e a arrecadação prossegue até 30 de junho e no programa de hoje, a própria Mara poderá nos contar um pouco mais sobre como você pode participar.

Mas voltando ao nosso papo de negócios, a terceira edição do Bazar Solidário contará com 53 expositores entre artesãos e comerciantes da cidade, que oferecerão diversas opções de presentes para o Dia das Mães, com boa qualidade e bons preços.

lounge_empreendedor_juliana_ruizE escolhemos uma dessas empreendedoras para também participar conosco do papo dessa manhã. A Juliana Ruiz é uma querida e super competente empreendedora que tenho o maior orgulho em conhecer a história e contribuir com o Lounge Empreendedor para a estruturação da sua Sabonetteria.  Uma empresa que tem a missão de levar mais cor, estética, alegria e sonho para a sua vida.

Quem me acompanha sabe que sempre defendo o planejamento estratégico como uma ferramenta para quem sonha alto e a Jú Ruiz é assim… Olha que lindos os conceitos de VISÃO, MISSÃO e VALORES que ela construiu para a Sabonetteria:

  • VISÃO: Levar a estética do conceito natural e artesanal para todo o território nacional. Levar para o maior número de pessoas o bem-estar e o conforto no dia a dia, contribuindo assim para um mundo melhor.
  • MISSÃO: Oferecer bem-estar e satisfação através da beleza e qualidade dos produtos artesanais, trazendo a natureza e a valorização da vida para o dia a dia das pessoas.
  • VALORES: Ter em cada ato, passo e caminho a certeza de que nosso mundo é maior do que podemos enxergar e que nosso amor e compreensão são maiores do que podemos entender, espalhando paz, alegria, qualidade de vida e amor em forma de atitudes e produtos.

Não é demais saber que uma pequena empresa pode se posicionar dessa forma?  Vamos conversar bastante com a Jú para ela nos contar mais sobre a sua carreira e a forma como hoje administra seu negócio.

Mas se você ainda não tem um negócio, aproveite então o Bazar Solidário que contará, além da Sabonetteria, com uma grande variedade de produtos que vão desde moda feminina, masculina e infantil (nacional e importada), roupas de ginástica, lingerie, roupas sociais até peças bordadas manualmente. Haverá, ainda, diversas opções em joias, bijuterias, bolsas, acessórios, sapatos, cosméticos, lembranças para maternidade e outros itens. 

Quem se interessa por decoração encontrará talheres decorados, enxovais e almofadas. Entre as peças de artesanato, serão expostos artigos em porcelana, madeira, patchwork, bordados em ponto cruz, telas e quadros. 

Para completar, o evento oferecerá uma Praça de Alimentação com mesas e cadeiras, num espaço adequado para uma pausa depois das compras. Entre as opções de quitutes estarão doces, salgados, pizzas, sorvetes, frutas do amor, cupcakes, brigadeiros e bebidas.  A novidade do cardápio nesta edição está por conta dos temakis, que tem tudo a ver com a realidade de Mogi das Cruzes, e ainda atende quem espera uma comidinha um pouco mais leve depois das compras.

Se você quer saber mais sobre o Bazar Solidário, fique ligado na Radio Metropolitana AM 1070 e mande sua pergunta ao vivo para a nossa equipe. O evento acontecerá amanhã e depois, dias 7 e 8 de maio, no salão social do Clube de Campo de Mogi das Cruzes, das 11 às 22 horas.

A entrada é gratuita e você ainda pode contar com serviço de valet. 

lounge-empreendedor-carreiras-e-negociosSe você quer conversar com a gente também basta sintonizar na Metropolitana AM 1070 às 8h30 quando o programa Carreiras & Negócios estará no ar ou acompanhá-lo pela internet pelo endereço:
 
redemetropolitana.com.br/radio.php 

Mande também sua história, dúvidas ou sugestões por aqui.

É sempre uma delícia falar com você!

15 abr 2014

PRÊMIO EMPREENDEDOR SOCIAL

No Comments Ações Sociais, Desenvolvimento Sustentável, Empreendedorismo, Evento, Viva Positivamente

Líderes socioambientais têm até 27 de abril para concorrerem à décima edição do Prêmio Empreendedor Social

lounge-empreendedor-premio-empreendedor-social

Terminam no próximo dia 27 as inscrições para o Prêmio Empreendedor Social (folha.com.br/empreendedorsocial), que em 2014 completa dez anos no Brasil. Reconhecido como o concurso mais importante da América Latina para ações que beneficiem pessoas em situação de risco social e/ou ambiental, tem como proposta fortalecer líderes com mais de 18 anos de idade, à frente de iniciativas inovadoras há pelo menos três anos, de maneira sustentável, com impacto na sociedade e em políticas públicas. Empreendedores de até 35 anos, que comandam projetos mais recentes — de um ano até três de atuação —, podem concorrer no Prêmio Folha Empreendedor Social de Futuro.

O jornal Folha de S.Paulo conduz o processo de seleção em parceria com a Fundação Schwab, mentora do concurso e correalizadora do Fórum Econômico Mundial de Davos. Já o Folha Empreendedor Social de Futuro, criado exclusivamente pela Folha em 2009, vale-se dos mesmos parâmetros internacionais para laurear propostas como a criação de um produto, serviço ou aplicação de tecnologia social que ainda precisem de visibilidade e capacitação para aumentar seu impacto, na fase mais crítica de toda organização: o princípio da atividade.

Por aqui, mais de 70 líderes socioambientais de todo o país já entraram para a seleta lista de finalistas de ambos os concursos. “O Prêmio Empreendedor Social no Brasil é um jeito fantástico de identificar inovadores que capitaneiam organizações sociais e que lidam com questões que vão da saúde à educação”, afirma Kenneth Turner, gerente-sênior para América Latina e África da Fundação Schwab.

“Chegar à décima edição do prêmio mostra o sucesso desta parceria internacional que reconhece a importância de valores como ética, cidadania e combatividade, presentes no dia a dia da Folha, e que premia empreendedores brasileiros comprometidos com a transformação social”, afirma Sérgio Dávila, editor-executivo da Folha de S.Paulo.

Benefícios para aprimoramento

O processo seletivo dura até outubro. Em novembro, ocorre a cerimônia de premiação, quando finalistas e vencedores do Empreendedor Social e do Folha Empreendedor Social de Futuro terão seus perfis publicados em caderno especial que circula nacionalmente na Folha de S.Paulo e no site da Folha. Todos receberão também um kit com relatório completo e extenso de avaliação (encaminhado para o júri), segundo os rigorosos critérios dos prêmios, além de fotos e vídeo jornalístico sobre seu trabalho, para uso livre de divulgação.

Estão ainda na lista de benefícios: assessoria jurídica e de gestão e bolsas de estudo para cursos, congressos e seminários. Os finalistas com idade inferior a 40 anos e que atenderem aos critérios estabelecidos pela organização Jovens Líderes Globais do Fórum Econômico Mundial serão indicados para o Fórum dos Jovens Líderes Globais. Todos os que tiverem entre 20 e 30 anos e que atenderem aos critérios estabelecidos pela organização Global Shapers do Fórum Econômico Mundial serão indicados para receberem o título de Global Shapers.

No âmbito internacional, o vencedor do Empreendedor Social participará, com despesas pagas de transporte e hospedagem, do Fórum Econômico da América Latina de 2015. No Empreendedor de Futuro, vencedor leva bolsas de estudos, consultorias e aceleração de comunicação com o jornalista Gilberto Dimenstein, do Catraca Livre, entre outras oportunidades.

Os eleitos em ambas as premiações serão convidados a integrar a Rede Folha de Empreendedores Socioambientais, um seleto grupo de líderes sociais brasileiros altamente inovadores que interagem constantemente com apoio, fomento e divulgação da Folha de S.Paulo. Um dos finalistas de ambas as premiações também pode se sagrar eleito pelo voto online do público, na chamada “Escolha do Leitor”.

CALENDÁRIO 2014 DOS PRÊMIOS:

  • Até 27 de abril: regulamento e formulário de inscrição preenchido, somente pelo site folha.com.br/empreendedorsocial
  • Até 13 de maio: selecionados para a segunda fase
  • Até 9 de junho: envio de documentos da segunda fase
  • Até 24 de junho: escolha dos selecionados
  • 21 de julho: início das avaliações in loco
  • Até 1º. de setembro: fim das avaliações
  • Até 7 de outubro: envio de relatórios para o júri
  • Outubro: publicação de reportagens com finalistas e júri; votação pelo público em geral para a categoria “Escolha do Leitor” no site dos prêmios
  • Novembro: cerimônia de premiação; publicação do caderno especial Empreendedor Social na Folha de S.Paulo

INFORMAÇÕES E DÚVIDASempreendedorsocial@grupofolha.com.br

SITE PARA INSCRIÇÕESfolha.com.br/empreendedorsocial

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...