Archive for Cotidiano

02 mai 2015

TRABALHO INVISÍVEL

No Comments Ambiente de Trabalho, Carreira, Comportamento, Cotidiano, Qualidade de Vida, Viva Positivamente

No seu cotidiano, você vê o gari, o porteiro ou cobrador do ônibus? A pergunta pode parecer óbvia e alguns inclusive dirão: “mas é claro!”. Mas será que de fato é assim?

lounge-empreendedor-trabalho-invisível

São várias as pesquisas de mestrado, ou até programas de televisão, que trocam as pessoas de posições para perceber o quanto algumas categorias são ignoradas e se mantém restritas aos seus próprios círculos revelando uma clara exclusão ligada à divisão social do trabalho.

Quer por preconceito, quer por indiferença, essa invisibilidade é real. Ontem, em pleno Dia do Trabalho, resolvi observá-la em vários lugares por onde passei. Sim! As pessoas esquecem o bom dia ao porteiro e/ou não falam obrigado ao gari ou ao segurança que cuida de seus carros. E amplio um pouco mais: não apenas eles, mas uma gama imensa de operários, jardineiros, seguranças e outros trabalhadores vivem a exclusão e invisibilidade consentida que estão por traz de formas menores de preconceitos.

Muitos veem como seus iguais apenas aqueles que possuem o mesmo colarinho. Todo e qualquer trabalhador que não cumpra tal parâmetro torna-se invisível. O mundo altamente compartimentado e segmentado criou nichos e formas de organização que emperram o funcionamento de uma complexa engrenagem chamada "relação humana".

lounge-empreendedor-foucaultComo afirmava Michel Foucault, a relação humana acaba sempre colocando como mediação formas de controle e poder como cargos, uniformes ou funções para justificar atuações, sejam elas políticas, sociais ou econômicas. Entretanto, um cumprimento e a atenção estendidos a quem quer que seja, além de denotar boa educação e consideração ao outro, aponta nosso universo de prioridades e hierarquias.

Afinal, somos nós que erigimos barreiras nas relações e acredito que lidar com o diferente é algo que começa em casa e os outros devem ser incluídos em nossa existência, postura e ações independente de quem sejam. É nossa responsabilidade colaborar para esse salto qualitativo de relação.

Tenho o hábito de cumprimentar seja qual for o trabalhador e em muitos casos, presencio a surpresa que ficam. Olham-me com um misto de surpresa e timidez (e alguns, até, um pouco de vergonha). Ensino meus filhos a fazer o mesmo e respeitar todos que prestam um serviço fundamental para que tudo funcione bem: motoristas, senhoras do café e limpeza, porteiros, pessoas da manutenção, entre tantos. Tal qual faço com os gerentes, diretores, presidentes, políticos. Todos recebem de mim o mesmo cumprimento e sorriso (posso garantir!).

Precisamos viver sob um ponto de vista mais empático. Estimular a empatia e exercê-la cotidianamente nos tornará melhores e mais receptivos ao outro. Existe sempre uma dimensão humana que está para além da posição que se ocupa ou do cheque que se ostenta. Não são os colarinhos que fazem as pessoas, mas a alma que as torna indivíduos que contribuem de todas as formas às nossas vidas.​ Só assim o trabalho realmente dignificará o homem!

04 abr 2015

MINHA PÁSCOA, MINHA VIDA

No Comments Coaching, Cotidiano, Desenvolvimento Humano, Escolhas, Inteligência Emocional, Páscoa, Religião

Como dizia Heráclito: ” nada é permanente, salvo a mudança” – o que a Páscoa tão bem celebra.

lounge-empreendedor-minha-pascoa-minha-vida

Sinceramente, não lembro onde li isso pela primeira vez, mas dizem que um sábio disse (e eu menos sábia, concordo!): “O mundo não é como você o vê. É apenas a sua mente que vê assim. Portanto, sua vida pode ser o inferno ou o paraíso, a liberdade ou a prisão. A compreensão disto fará toda a diferença”.

São nossas crenças e valores que dão as versões daquilo que nos acontece. Tudo é perspectiva. Repare em quantas situações você já passou que aos olhos de quem estava por perto eram mais ou menos graves. Uma situação financeira preocupante pode, por exemplo, ser vista como uma mera contingência, pois um novo emprego está a caminho. Uma separação dolorida pode ser vista como a liberdade esperada. Uma queda no faturamento pode ser vista como culpa do governo.

O segredo para entender e contornar seja qual for a crise está em enxergar a situação e tomar as devidas providências.

Muita gente prefere não encarar a realidade e se ancorar em desculpas que aliviarão a pressão no presente, mas que criarão dificuldades ainda maiores no futuro. Saia da defensiva, encare a realidade, mude.

Que tal aproveitar o final de semana da Páscoa para refletir sobre sua vida? O que precisa morrer em você para que possa nascer uma pessoa nova? O que dentro de você precisa morrer para que venha o renascimento?

Para os cristãos é a partir da morte que abrimos espaço para um novo encontro e que nos preparamos para a ressurreição. Aproveite a Páscoa para ter uma conversa bem séria consigo mesmo, assumindo um novo compromisso e tomando atitude para que renasça em você uma pessoa nova!

Não é por acaso que senti a necessidade de compartilhar isto tudo com vocês justamente no dia de hoje, uma data que celebra exatamente a simbologia da ressurreição, do morrer para renascer e, acima de tudo, do início de um novo ciclo tão celebrado no zodíaco – sobre o simbolismo astrológico da Páscoa existe um post bem legal no site Papo Cabeça.  Dos começos e recomeços. Das novas etapas. Das transformações. 

Somos nós que escolhemos quem somos, o que devemos fazer, como devemos reagir e qual é a nossa missão ou objetivo. Esta comunicação intrapessoal governa nossas vidas e afeta nosso bem-estar geral. Preste muita atenção em quais são as mensagens que você ecoa e que efeito elas têm em sua vida e então, abandone aquelas que não fazem mais sentido.

Quando você começar a contar para si mesmo uma história diferente, essas ideias influenciarão a maneira como você encara sua vida. Afinal, mudar não é algo que nos separa, que nos estilhaça ou que nos faz perder a noção das coisas. A mudança está ligada ao desenvolvimento, ao crescimento, à criação. Lembra-se do transmutar da lagarta em borboleta? É a vida em pleno desabrochar.

Você não pode limitar sua vida às situações confortáveis ou às pessoas que não elevem seus padrões. Não se apequene. Você é melhor do que imagina. Lembre-se que tudo é uma questão de perspectiva

Decida especificamente o que você precisa mudar, amplie sua motivação associando dor (ou sensações ruins) ao que não consegue mudar e imenso prazer a sua nova condição. Capacite-se, reforce a transformação e condicione-se ao novo. Suprimir um velho hábito, implementar um novo ou reforçar uma nova aprendizagem deve ser um processo consciente e deliberado em que você olhe ao seu redor e analise o quanto ainda vale a pena comprometer seu futuro carregando o que limita o seu crescimento no presente. 

21 mar 2015

APENAS O TEMPO!

No Comments Administração e Gestão, Ambiente de Trabalho, Carreira, Coaching, Cotidiano, Empreendedorismo, Equilíbrio, Gestão do Tempo, Nem Todo Empreendedor Nasce Sabendo

Perder tempo em fazer coisas que não interessam, priva-nos de cuidar do que é importante e descobrir coisas interessantes. Pense nisso!

 

lounge-empreendedor-apenas-o-tempo

“Mas se você achar que eu tô derrotado, saiba que ainda estão rolando os dados. Porque o tempo, o tempo não pára", cantou Cazuza. E esse é um dos principais dilemas da vida moderna: administrar o tempo. 

Mesmo com equinócio (quando o dia e a noite têm exatamente a mesma duração), superlua e eclipse solar acontecendo no mesmo dia, não há fenômeno astral que retire de nós a sensação de que o tempo voa. 

Dia destes, conversando com algumas amigas, lembrávamos como o tempo na infância demorava a passar: aniversário levava séculos para chegar, Natal então nem se fala… Mas a verdade é que nosso mundo é bem diferente de quando éramos crianças. A cada ano parece que tudo fica mais rápido! 

Em uma pesquisa feita pela Revista Cláudia em fevereiro de 2015, 47% das mulheres afirmou que ter tempo livre é um luxo, 42% priorizam a vida profissional em detrimento a vida pessoal, fora todas as outras questões que não afetam apenas as mulheres, mas os homens também.

Não há gênero que diferencie a pressão!  E em tempos de vacas magras, crises econômicas e riscos de demissão, o volume de trabalho, estresse e a falta de tempo parecem aumentar. É como se fosse uma defesa natural da nossa mente, que entende que trabalhando mais, estamos mais seguros e imunes à demissão. Em algumas empresas isso até pode ser realmente verdade, mas não vamos generalizar, né?

Melhor do que culpar as empresas ou a competitividade, é você começar a encarar o tempo como seu aliado e não inimigo. Se ainda não foi possível realizar tudo ou alcançar a tão almejada vitória, persista, siga em frente, não se dê por derrotado, faça os dados ainda rolarem e siga em busca da sua vitória. Pode ter gente ao seu lado jogando contra, mas em “gratidão” a eles, siga em frente, lute um pouco mais, aprenda com os erros, busque os acertos e não abra mão de, até o fim, buscar a sua vitória!

E comece essa vitória hoje, dê o primeiro ou mais um passo! Aprenda a priorizar sua rotina e faça as coisas antes que elas virem urgência. A urgência e a correria são os vícios da modernidade, mas podemos nos antecipar e cuidar melhor das situações do dia-a-dia. Ao administrar melhor o tempo, você não deixa o importante entrar na esfera do urgente e parece tirar o “peso da velocidade” das suas costas.

Além disso, por mais simples que possa parecer, limite sua agenda! Se você não colocar um limite do tempo que se dedica às atividades, vai rapidamente perder o controle e, quando se der conta, estará trabalhando muito mais do que deveria. Não esqueça: não é o trabalho extra que fará você mais produtivo.

Dedique pequenos momentos a si mesmo. Pode ser qualquer coisa: esportes, livros, massagem… Pense em algo que melhore seu equilíbrio, pois se você está sentido o estresse aumentar com o tempo, significa que já passou do momento de começar a cuidar melhor deste bem precioso chamado VOCÊ!​

14 mar 2015

SEU OLIMPO É AQUI

No Comments Aprendizagem, Carreira, Coaching, Comportamento, Cotidiano, Desenvolvimento Humano, Escolhas, Gestão de Pessoas

Você é do tipo que sempre quer mais do que possui? Ou que acha que o jardim do vizinho é sempre mais verde que o seu? Pois, então, leia esse texto!

 

lounge-empreendedor-seu-olimpo-eh-aqui

 

Não é de hoje que o ser humano aspira a momentos perfeitos: o amor perfeito, o filho perfeito, o emprego perfeito, a vida perfeita! Antigamente, religiosos devotados travavam duras lutas interiores buscando alcançar o Olimpo, atingir o nirvana ou vivenciar o paraíso na terra.

E hoje não é diferente! Parece que vivemos uma vida tantalizante! Sim: a palavra é essa mesmo! Um nome inspirado pelo mito grego de Tântalo. Muitas vezes, sacrificamos o que temos em função de sonhos desmedidos e desejos do nosso ego, arriscando a perder tudo o que já conquistamos, para só então darmos valor a tudo o que tivemos algum dia. E pior: ainda podemos estender aos nossos descendentes a irresponsabilidade pelos nossos atos no presente.

O mito grego do rei Tântalo desvela a ambição de um mortal que, não satisfeito em ser notoriamente o "predileto dos deuses", almejava transmutar-se num "deus" propriamente, incorrendo num erro brutal de oferecer seu próprio filho em banquete, sendo por isso, condenado ao suplício da fome e sede eternas. Mergulhado em águas até ao pescoço, quando ele se debruçava para bebê-la, a água se afastava tornando impossível matar sua sede. Por cima de sua cabeça, pendiam ramos de árvores com frutos saborosos, porém o vento retirava do seu alcance sempre que tentava apanhá-los.

As histórias da nossa vida, da nossa busca da verdade, da busca do sentido de estarmos vivos são bem parecidas. Quantas vezes vivemos na busca de coisas que parecem estar tão perto e ainda assim, tão longe?

Talvez esse seja o pior sofrimento daquele que sempre busca o inalcançável e tem nos olhos a visão de que o jardim do vizinho é sempre mais bonito. Certa vez li em algum lugar que um amigo de Olavo Bilac o procurou e pediu que redigisse um anúncio para que ele pudesse vender o seu sítio. Olavo pegou o papel e escreveu: “Vende-se uma encantadora propriedade, onde canta os pássaros ao amanhecer no extenso arvoredo, cortada por cristalina água de um ribeirão. A casa banhada pelo sol nascente oferece a sombra tranquila das tardes na varanda”. Meses depois, o poeta encontrou o amigo e perguntou-lhe se havia vendido o sítio. Ele respondeu: “Nem penso mais nisso, quando li o anúncio que você escreveu eu pude perceber a maravilha que eu tinha”.

Parece incrível que precisemos que outras pessoas também achem que o nosso jardim é mais florido do que o delas para que possamos enxergar isso. Às vezes, a felicidade bate à nossa porta e não percebemos porque estamos tão preocupados em olhar a vida dos outros que não conseguimos enxergar nossa própria felicidade.

Ainda que tenhamos condições de conquistar muito mais do que temos, não podemos nos esquecer da nossa condição, dos nossos princípios e de nossos limites. Não há como responsabilizar nem aos outros e nem aos deuses! 

07 mar 2015

​SENHORAS DO DESTINO

No Comments Capital Humano, Carreira, Comportamento, Cotidiano, Datas Especiais, Desenvolvimento Sustentável, Empreendedorismo Feminino, Mercado de Trabalho, Políticas de Desenvolvimento, Qualidade de Vida

Todo mês de março é a mesma coisa: o empoderamento feminino vira assunto nacional. Entenda porque defendo essa causa sem datas e sem limites! 

 

lounge-empreendedor-senhoras-do-destino

Ficou para trás o tempo em que lugar de mulher era dentro de casa. Depois de anos de luta em defesa da igualdade de direitos, acesso à educação, trabalho e liberdade de escolha, as mulheres estão ganhando seu espaço.

Mas nem tudo são flores! Apesar do progresso, dados do relatório de Desigualdade de Gênero, do Fórum Econômico Mundial de 2014, colocaram o Brasil na 71ª posição no ranking de equiparação caindo 9 posições em relação a 2013. Ou seja: SERÁ QUE ESTAMOS REALMENTE AVANÇANDO?

Levando em consideração que muitos empregadores ainda pensam como o deputado federal Jair Bolsonaro que afirmou que não é justo a mulher ganhar igual ao homem porque engravida, a resposta é NÃO! Não estamos avançando quanto gostaríamos.

No Brasil, as mulheres ocupam apenas 8% dos cargos de liderança e somente 6% em cargos de conselho. Se mantivermos este ritmo, sem nenhuma política inclusiva, levaremos mais de 100 anos para termos igualdade. Em cargos públicos, a sub-representação se repete: ocupamos míseros 5% das funções disponíveis.

Segundo estudo da Organização Internacional do Trabalho (OIT), as mulheres trabalham em média 5 horas semanais a mais do que os homens. Pois é… Trabalhamos mais e ganhamos menos! Em média, 25% menos que os homens ocupando mesmo cargo e mesma função.

Embora representem 52% da população mundial, existe 100 milhões, isto mesmo, 100 milhões de meninas, que não podem estudar por questões religiosas e muitas são assassinadas por esse mesmo motivo, exemplo desta barbárie é o caso da jovem Malala, paquistanesa ganhadora do prêmio Nobel.  

Além disso, mulheres ainda são espancadas e mortas por seus companheiros e sofrem em consequência de abortos mal feitos. Sem contar as mulheres e meninas são vendidas como escravas sexuais e são as maiores vítimas de tráfico humano no mundo. Aqui mesmono Brasil, as mulheres ainda são retratadas de forma pejorativa e preconceituosa na publicidade.

Quero acreditar que esta visão preconceituosa e dualista tende a perder espaço. Não apenas porque sou mulher, mas porque as competências dos gêneros se complementam e juntos podemos ser muito melhores do que individualmente. Eu poderia dizer que sem as mulheres não haveria novas gerações, homens, maridos, filhos… Mas não posso ser simplista desta forma.

Grandes corporações já perceberam a importância deste público que representa mais de 75% das decisões de compra de uma família e têm oferecido espaço para que nossas características superem desafios por ângulos diferentes oferecendo soluções que passariam despercebidas se olhadas apenas sob o prisma masculino.

A verdade é que não precisamos dominar o mundo! Queremos construí-lo em parceria, sendo respeitadas pelo melhor que podemos ser, sem que ninguém nos rotule ou defina nosso destino. Aí, sim, teremos o que comemorar!​

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...