Archive for Mudança

11 set 2015

DICA DE LEITURA: A ESCOLA DOS DEUSES

No Comments Aprendizagem, Carreira, Coaching, Comportamento, Liderança, Mudança, Negócios, Proposta de Valor, Sucesso

“Fundará uma escola do Ser, para quem tem um sonho a realizar. Nela se ensinará que o sonho é a coisa mais real que existe (…) Que isso que a humanidade chama realidade não é outra coisa senão o reflexo do seu sonho. Criará uma Escola da responsabilidade, uma escola para filósofos de ação, que ensina que felicidade é economia, que a riqueza, o bem estar e a beleza são direitos de nascença de todo ser humano.”

lounge-empreendedor-escola-dos-deuses

Não muito conhecido no meio literário do Brasil, mas de grande representação no cenário europeu, “A Escola dos Deuses – Formação dos líderes da nova Economia” é um romance escrito pelo sociólogo italiano Stefano Elio D’Anna, reitor da ESE, European School of Economics publicado no Brasil pela Editora Pró-Libera.

lounge-empreendedor-escola-dos-deusesO livro é apresentado como um plano de fuga para escapar da prisão da mediocridade, de uma vida mecânica e repetitiva, sem originalidade, sem alegria. Posso dizer, sem a menor sombra de dúvida, que quando li pela primeira vez, vi várias das minhas crenças darem uma boa “chacoalhada”, pois o livro desafia nossa visão usual e hipnótica do mundo, nossos hábitos arraigados, as convicções obsoletas, as ideias de segunda mão que tomamos emprestadas sem que tenhamos alguma vez ousado colocá-las em discussão.

E não me venha dizer que você não é assim… Somos todos um pouco “pasteurizados” pelas normas e crenças populares!

Indicado a empreendedores, estudantes e todos aqueles que querem relembrar seu sonho e vê-lo realizado, “A Escola dos Deus” narra a história do renascimento de um ser humano comum, que encontra um ser extraordinário – o Dreamer – e, ao lado dele, empreende uma verdadeira revolução individual considerando aquilo que, por vezes já tratamos aqui no Lounge Empreendedor:

"TODA A MUDANÇA OCORRE DENTRO, NÃO FORA DO SER HUMANO"

Muitos irão pensar que sua linguagem é complicada ou que só os economistas poderão entende-lo. Mas não é o que acontece com quem toma a iniciativa de lê-lo.

O livro tem narrações diretas e simples de serem entendidas, e por contar a história com o Dreamer, recorre ao constante emprego de máximas e histórias que nos lançam verdades irrefutáveis sobre os mais diversos vícios humanos como o gostar de sofrer, viver na dependência sem liberdade e alegria, e a hipocrisia de atitudes altruístas que são na verdade egoístas. Ah! E tudo isso sem o menor esforço para evitar a crueldade dos fatos.

Ao longo do livro, percebemos uma série de críticas à sociedade tanto na sua forma de pensar e agir como na maneira que trata e educa as pessoas rumo ao “sucesso”. Ousaria afirmar que o livro, talvez, só faça sentido se você estiver em busca da essência das coisas, do regresso à completude, a um estado de integridade do qual o ser humano se esqueceu. Agora, se você é um daqueles sonhadores pragmáticos, capazes de harmonizar os aparentes antagonismos como economia e ética; ação e contemplação; poder financeiro e amor, você irá se deliciar (e se questionar também!)

Costumo encontrar neste livro aquilo que realmente acredito: o sonho é a coisa mais real que existe e o objetivo de formar uma nova humanidade não será possível senão pela transformação individual, sendo – nós mesmos – responsáveis pelas nossas escolhas e pelo que acontece em nossa vida (o bom e o ruim). Tenho certeza que você vai se lembrar de várias pessoas que conhece e de várias situações que já viveu. Dentre os diversos temas abordados, alguns foram os que me chamaram a consciência:

  • Auto-observação é autocorreção
  • A morte nunca é uma solução
  • É proibido matar-se dentro
  • O mundo é como você o sonha
  • Quem ama não pode depender
  • Visão e realidade são uma mesma coisa
  • Uni-verso. Verso o uno

Ok, legal, mas e o que isso tem a ver com a jornada empreendedora, Ana?

Oras, todo empreendedor precisa descobrir seu próprio sonho e fazer aquilo que ama para alcançar suas aspirações mais sublimes. Porém, precisam se libertar da doença mais temida do planeta que não é o câncer nem a aids, mas o pensamento conflituoso.

Para mudar o destino do ser humano é preciso mudar a sua psicologia, seu sistema de convicções e crenças. Somente uma revolução individual, um renascimento psicológico, um restabelecimento do ser, de cada ser humano, célula por célula, poderá conduzir a um bem-estar planetário, a uma civilização mais inteligente, mais verdadeira, mais feliz.

Porém, essa é uma transformação individual que não pode ser delegada. É um compromisso do indivíduo para com ele mesmo. Por isso, digo que Stefano Elio é um verdadeiro mestre de autoconhecimento e autocorreção e confesso que já reli “A Escola dos Deuses” outras duas vezes, depois do meu encantamento inicial. Sim! Esse é um livro que merece releituras… Aliás, faço aqui uma recomendação:

Reserve, mais ou menos, uma hora antes de você ir dormir para lê-lo. (Você pode optar pelo áudio book também!) Limpe sua mente de tudo o que te aconteceu durante o dia e se concentre nas palavras. Deixe as mensagens entrarem na sua mente e alimentar seu espírito. Dê tempo para que seu cérebro absorva cada uma das lições.

Deixe que seu cérebro, assim que entrar em repouso, transforme suas mensagens diretas (ou não) em desejos no seu subconsciente. Se prepare para fazer a viagem mais importante da sua vida: a viagem interior. Você será apresentado a sua verdadeira essência. Caberá a você fazer a escolha de mantê-la escondida do resto do mundo ou deixá-la se expandir e ser vista por todos.

Lembre-se, apenas, que estamos aqui para aprender a sonhar novos sonhos e que todo e qualquer mal pode desaparecer se entendermos que tudo provém de dentro.

"CUIDE DO QUE HÁ DENTRO DE VOCÊ!"

SOBRE O AUTOR:

STEFANO ELIO D´ANNA é economista, sociólogo e escritor de best-sellers. Graduou-se com honras em Economia pela Universidade de Nápoles, concluiu seu mestrado na London Business School ( Programa ITP) e doutorado em Sociologia da Comunicação, na Universidade Católica de Milão. Stefano ocupou cargos de liderança em grandes multinacionais e já participou de inúmeros seminários internacionais para líderes globais, em que expôs suas teorias sobre Liderança, Integridade e Longevidade Corporativa.  Suas publicações incluem os livros "Berlusconi in Concert", "A Dream For The World" e o best seller "A Escola dos Deuses", já traduzido nos principais idiomas da Europa, em russo, chinês e turco.

02 ago 2015

MEIO CHEIO OU VAZIO?

No Comments Comportamento, Escolhas, Inteligência Emocional, Mudança, Relações Humanas, Viva Positivamente

Existe uma lei do pensamento que diz: semelhante atrai semelhante. Seus desejos têm atraído o quê em sua vida?

lounge-empreendedor-meio-cheio-meio-vazio

“Cuidado com o que você deseja, pois seus desejos podem tornar-se realidade”. Com certeza você já ouviu essa frase. Honestamente, sempre que desejei algo de verdade (com vontade mesmo!) fui agraciada. Não é questão de misticismo, crendice ou coisas do tipo, é energia. Nosso pensamento tem poder.

Por que perder tempo desejando o mal a alguém ou invejando as conquistas alheias se você pode construir seu próprio caminho? Isso só traz amargura e ressentimento, te torna pequeno e com baixa autoestima. Lembre-se que toda e qualquer ideia exerce grande poder sobre nossa vida e ainda que pareça que os pensamentos são direcionados aos outros, é sobre você que ele se reflete. Afinal, nós fazemos aquilo que pensamos. Quer planejemos fazer o bem ou o mal, o plano e a ação principiam na mente.

Por isso, mesmo que sua situação não seja das melhores, aproveite seu tempo livre para estudar, motivar-se com as pequenas conquistas e correr atrás da realização dos seus sonhos. Volto a dizer: tome cuidado com o que você deseja, pois mais cedo ou mais tarde você será atendido e aí, não adianta arrepender-se. (Lembra da Efigênia, do programa Zorra Total?!?)

Brincaderias à parte, prepare-se para o momento de receber o seu pedido. (O vídeo foi só pra descontrair mesmo!)

Às vezes, não entendemos muito bem o momento das mudanças, mas fique certo de que, mesmo que não seja compreensível num primeiro momento, tudo o que acontece em sua vida tem um porquê. Não blasfeme a sorte, jogue o xadrez da vida e tente sempre ver o lado bom das coisas.

Imagine que temos um balde com água até a metade: para você, este balde estaria meio cheio ou meio vazio? Sua resposta depende muito de sua percepção de realidade, que é subjetiva em sua essência e variável de pessoa para pessoa. O que digo a vocês é para buscarem enxergar a vida sempre pelo lado cheio!

Sei que não é fácil, mas garanto que vale a pena. Por mais semelhantes que as situações possam nos parecer, precisamos reconhecer que cada pessoa vive em seu próprio mundo. O que se sente, percebe, pensa e imagina é resultante de suas experiências, do ambiente físico e social em que vive e da sua própria natureza biológica.

Seu mundo é o seu mundo pessoal e é diferente do mundo de todas as outras pessoas. Não subestime e muito menos menospreze seus medos e desejos. A maneira pela qual nos comportamos está subordinada ao nosso mundo particular. E se somos capazes de desenvolver nosso próprio mundo, porque não fazê-lo sob uma perspectiva positiva?

Numa cena do musical “A Noviça Rebelde”, Maria, a governanta, distrai as crianças ajudando-as a pensar em suas coisas favoritas durante uma tempestade. Criando pensamentos agradáveis, elas se esquecem dos temores. Conosco também é assim: pensamentos agradáveis expulsam os desagradáveis. Se emanarmos bons pensamentos, assim serão as nossas experiências. Se a crise parece estar cada vez mais perto, eu prefiro acreditar que há um caminho de boas oportunidades sendo construído e que será por ele que minha vida irá seguir. Quer seguir comigo?

 

25 abr 2015

SEJA SEU HERÓI

No Comments Carreira, Coaching, Comportamento, Desenvolvimento Humano, Escolhas, Motivação, Mudança, Transformação

Ainda não conseguiu enxergar os lados positivos de uma mudança? Que tal tentar? Sua vida merece novas chances.

lounge-empreendedor-seja-seu-heroi

De tempos em tempos, todos nós precisamos de perspectivas renovadas. Talvez a proximidade do meu aniversário seja a razão pela qual esse tema apareceu aqui no blog, mas a verdade é que me sinto justamente assim: em busca de esperanças renovadas. Contudo, acompanhando alguns clientes, percebo o quanto é difícil ver a vida sob uma nova luz se estamos tateando no escuro para encontrar o interruptor.

Coisas incríveis só poderão acontecer quando você decidir identificar novas oportunidades e lançar luz sobre novas situações. Parece complicado, mas basta reconhecer seus talentos e agir como autor de sua própria história – uma história que só você pode mudar permanentemente.

lounge-empreendedor-seja-seu-heroiMuita gente que me encontra por aí me pergunta: “Ana, como você fez para descobrir um novo caminho para sua carreira?” ou “Ana, como você mudou seus hábitos e sua rotina?”. (Para quem não sabe: no último ano virei uma "atleta compulsiva"… Dá uma olhadinha no meu instagram @aninhacoelhoPois bem, meu querido leitor, decidi não esperar por ninguém para fazer as coisas por mim.

Talvez você ainda deseje aguardar por uma oportunidade melhor, fazer um bom casamento, herdar um bom dinheiro ou ver seu chefe se aposentar – ou quicá morrer! – para transformar a sua vida, mas acredito que podemos ser heróis de nossas próprias histórias. E não estou falando de heróis como pessoas extraordinárias com habilidades quase mágicas, capas ou superpoderes. Refiro-me a heróis convencionais, daqueles que agem enfrentando seus medos e perseguindo suas aspirações para desfrutar uma vida melhor. Por isso, a menos que desista e passe o poder para outra pessoa, cabe a você decidir.

Quando fazemos escolhas que correspondem aos nossos desejos, geralmente nos sentimos bem e somos invadidos por uma onda de energia positiva e comprometimento que ampliam nossa própria disposição em assumir a responsabilidades. Não significa que estaremos livres das situações ruins ou dos dias difíceis, mas sim que termos maiores chances de sermos fiéis às nossas esperanças.

Afinal, sua história atual não pode ser uma armadura que lhe prende, mas um trampolim para novos caminhos, novos sonhos e novas conquistas. As evidências mostram que qualquer um pode mudar permanentemente, mas precisamos estar dispostos e abertos a outras possibilidades. Cada um de nós é um ponto de partida.

Nesse momento, talvez, você esteja pensando: “Belo texto. Fácil escrever isso tudo num blog, mas essa mulher e ninguém além de mim entende o quão limitante é minha situação e as concessões que preciso fazer. Gostaria de explorar essas ideias, mas como torno isso concreto?”.

Então, vou lhes dizer como fazer… Comece por escrever duas listas em papéis separados, uma intitulada “Benefícios em manter Minha História Atual” e outra nomeada “Benefícios que prevejo em criar uma Nova História”. Coloque-se como protagonista e não se engane. Quando terminar, leia as listas em voz alta várias vezes. Então, escolha qual história quer para si e guarde esse papel em algum lugar que possa rever algumas vezes. Jogue o outro fora.

Por ora, talvez, você desenvolva uma visão geral e pouco específica dos próximos passos, mas certamente sua história pela qual você se identificou irá orientar suas ações para concretizar seus sonhos, aprender, crescer e se desenvolver.​ Sem culpados além de você mesmo! 

04 jan 2015

COMEÇOU, E AGORA?

No Comments Ano Novo, Comportamento, Cotidiano, Datas Especiais, Momentos de Vida, Mudança, Sonhos

As resoluções de ano novo não devem ficar apenas no território dos desejos, mas alcançar o território das ações e das realizações. Vamos lá? 

lounge-empreendedor-começou-e-agora

Cada ano que desponta renova a esperança em dias mais felizes. Previsões são feitas, metas estabelecidas. Entretanto, nada se modificará se não soubermos que, por detrás do ideário de um mundo melhor, é indispensável, logo em primeira instância, uma postura pessoal exteriorizada em boas ações. Há alguns anos, indagada sobre as expectativas da virada de mais um ano, exclamei: Ano-Novo! Ano-bom? Depende de nós! 

Parar de fumar, emagrecer, largar o emprego. Já ouvi de tudo nesses primeiros dias. Mas como é difícil mudar qualquer conduta em nós mesmos. E pior: tantos pretendem, através do discurso, mudar os outros: impossível!

O medo, a culpa, a vaidade e os velhos hábitos são os ingredientes mais fortes dos processos íntimos que inibem a mudança de qualquer um dos nossos padrões de conduta. Ou você realmente acha que está acima do peso pelo que comeu entre o Natal e o Ano Novo? Não seria o que comeu entre o Ano Novo e Natal?

Pois é… Entender esse processo é o que chamo de assumir a responsabilidade por uma mudança de hábito que seja real. Criamos uma pressão muito grande por metas bem definidas (leia-se declaradas por escrito), caso contrário você é alguém que dificilmente conquistará alguma coisa durante o ano, pois “não possui foco”. Mas o segredo vai bem além do papel, está na vontade!

Quem disse que se fizermos igual a todo mundo teremos resultados diferentes?

É preciso que uma lista de metas funcione para quem funciona com elas, senão serve apenas como uma declaração escrita de culpa e frustração ao findar do próximo ano. Existem pessoas que não funcionam com lista, mas por objetivos pontuais, traçados e realizados individualmente. Outras, no entanto, têm nas listas a bússola norteadora para o desenvolvimento pessoal e profissional e se sentem satisfeitas ao constatarem que estão evoluindo ao riscar cada meta cumprida.

O que não vale é se acomodar, estagnar e não ter objetivos na vida, agora se isso vai ser feito em forma de lista ou mentalmente, depende mais de você do que aquilo que dizem por aí. Costumo dizer que metas são os sonhos com prazos definidos. Se você quer ter a sensação de “missão cumprida”, sonhe de uma forma possível de ser alcançada e não algo totalmente fora das suas capacidades atuais; rastreável de maneira a lhe permitir aferir o seu progresso enquanto vai à sua direção; e palpável de modo que seja possível você avaliar se conseguiu ou não alcançá-la.

Listas de metas não se realizam sozinhas é preciso de atitude para que se concretizem. Do mesmo modo, deixar de fazer uma lista de metas não te faz uma pessoa sem objetivos, tudo vai depender do quão disposto e compromissado você está com seu crescimento e para isso não há no mundo, quem ou o que precise outorgar este pacto e nem é preciso de uma lista para que se tenha certeza disso.

lounge-empreendedor-começou-e-agora-atitude

 

 
04 out 2014

O SILÊNCIO DOS BONS

No Comments Ações Sociais, Cidadania, Comportamento, Datas Especiais, Democracia, Economia, Escolhas, Mercado, Mudança, Protagonismo, Responsabilidade Pessoal, Sociedade e Política

Amanhã viveremos um dia importante para a democracia brasileira. Você já fez suas escolhas?

lounge-empreendedor-o-silencio-dos-bons

Toda campanha eleitoral é a mesma coisa: políticos que a gente mal conhece aparecem prometendo mundos e fundos para abocanhar o voto da população. Dessa vez, quem está diferente é o eleitor, que chegou ao limite de sua paciência e não se empolga mais tão facilmente com as opções disponíveis.

Ouso dizer que “a ficha está caindo”, mas, infelizmente, isso ainda não produz uma mudança profunda no cenário que nos cerca. É comum ouvir muita gente reclamando dos políticos e da corrupção, mas quem os coloca lá?

Foi você, fui eu. Chega de tapar o sol com a peneira, chega de fugir do problema. Somos todos responsáveis pelos rumos da nação quando apertamos as teclas da urna eletrônica e confirmamos nossa escolha.

E amanhã, 5 de outubro, teremos a chance de fazer isso mais uma vez. Você está preparado? Pesquisou os candidatos que mais chamaram a sua atenção? Quem são eles, de onde são, qual o histórico político e pessoal, que bandeiras defendem?

Ou você é daqueles que, a caminho da zona eleitoral na qual vota, pega qualquer papelzinho no chão e crava o número na urna. E pensa orgulhoso: “Cumpri meu dever cívico”. Ledo engano, ser cidadão é mais do que simplesmente votar. É saber em quem se está votando e por qual motivo.

E tão nocivo quanto votar em qualquer um é não votar. Se eximir desta responsabilidade não vai tornar o País melhor, mas pode piorá-lo um pouquinho mais, por nossa negligência e comodidade é que a corrupção reina em todas as esferas e se enraíza sem cerimônia.

Você quer mais saúde, educação e segurança pública? Então chegou a hora de parar de reclamar e de fazer aquele discurso pronto e reagir. Esta é a poderosa hora de protestar, não sabotando o processo, votando em qualquer um, me branco ou nulo, mas votando com sabedoria, dando oportunidade a pessoas sérias, comprometidas e trabalhadoras.

Defendo o voto distrital, pois ele estimula a escolha de candidatos da nossa cidade e região que vivem e conhecem a nossa realidade: comendo nos mesmos restaurantes, frequentando o mesmo shopping, enfim, vivendo a nossa vida!

E mesmo sem o sistema estar legalmente em vigor, você já pode agir assim. Escolha representantes que sejam realmente seus representantes.

Saber escolher bem é necessário para que possamos resgatar o prestígio político de outrora, quando tínhamos cinco deputados. Hoje, nosso município tem um representante na Assembleia Legislativa e outro na Câmara Federal. É preciso dizer algo mais?

Amanhã, o poder estará em suas mãos, eleitor. Para alguns um transtorno para outros a oportunidade de intervir nos rumos da nação. Em qual grupo você está? Pense nisso! Já dizia Martin Luther King: “O que me preocupa não é o grito dos maus, mas sim o silêncio dos bons”.

lounge-empreendedor-o-silencio-dos-bons

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...