Search Results

14 jul 2015

TIRE SEU DINHEIRO DA ZONA DE CONFORTO

No Comments Controle Financeiro, Economia, Gestão Financeira, Nem Todo Empreendedor Nasce Sabendo, Planejamento

Lidar bem com o dinheiro é fundamental para conquistar objetivos e alcançar seus sonhos. Mexa-se agora!

lounge-empreendedor-tire-seu-dinheiro-da-zona-de-conforto

Se você pratica ou já praticou alguma atividade física,  sabe que a parte mais difícil é sempre o começo! Independentemente de escolher ir para a academia, correr ou até mesmo jogar aquela pelada com os amigos, a parte mais complicada é sempre começar. Criar coragem para levantar do sofá, desligar a TV e iniciar uma mudança de hábitos na sua vida, essa é, indubitavelmente a parte mais dolorosa.

Com as finanças acontece da mesma forma. Assim como criamos hábitos saudáveis para melhorar nossa saúde, precisamos mudar nossos hábitos para criar uma vida financeira mais saudável. E, assim como acontece quando estamos cuidando do nosso corpo, a parte mais difícil ao cuidar do bolso também  é começar. E para isso, precisamos sair da zona de conforto!

Zona de conforto nada mais é do que a situação na qual nos encontramos atualmente. Pode ser com relação a um emprego, a um relacionamento, à nossa forma física, ou às nossas finanças. Ou seja, sair da zona de conforto, significa deixar o comodismo de lado e ir em busca de algo mais. Um emprego melhor, uma namorada mais atenciosa, alguns quilos a menos e mais dinheiro no bolso.

Muita gente não entende o motivo que leva pessoas multimilionárias a passar horas a fio trabalhando, perder finais de semana com a família e se privar de muitos prazeres da vida em busca de mais alguns míseros milhões. O que essas pessoas também não entendem é que para esses multimilionários não existe zona de conforto. Eles a abandonaram há muito tempo quando decidiram que queriam ter uma vida financeira próspera. E é exatamente isso que você tem que fazer se quiser chegar aonde eles chegaram.

O exercício mais difícil de uma academia não é o supino-reto, o leg press, o agachamento, ou nenhum outro. A parte mais difícil é criar coragem para se deslocar da sua casa, trabalho ou aonde quer que esteja e ir malhar. O resto é questão de prática e com o tempo você tira de letra.

Sua principal preocupação agora é só uma: começar! Esse é o passo mais doloroso, o mais difícil, o mais demorado e, sem dúvida, o mais importante! Simplesmente pelo fato de que, sem ele, nenhum outro passo será capaz de existir.

A melhor hora para começar a cuidar da sua alimentação, da sua forma física, dos seus estudos ou das suas finanças não é na segunda, na próxima semana ou no mês que vem! A hora de começar é hoje, agora, neste exato momento! De preferência, assim que você terminar de ler este texto. Como diria o ditado, “quem não quer encontra uma desculpa, quem quer encontra um jeito! ”. Uma vida cheia de saúde e dinheiro está à sua espera! Cabe a você decidir se vai encontrar um jeito ou uma desculpa!

*Samuel Magalhães é Consultor Financeiro, Palestrante e fundador do Portal Invistafácil.com e parceiro do Lounge Empreendedor

05 mai 2014

EM QUE ZONA VOCÊ ESTÁ?

No Comments Administração e Gestão, Coaching, Comportamento, Comportamento Empreendedor, Empreendedorismo, Inovação, Liderança, Motivação, Mudança, Produtividade, Qualidade de Vida

Calma! Nada de malícia. Se você quer que sua empresa continue a crescer, não pare a leitura agora… 

lounge-empreendedor-em-que-zona-voce-esta

Na verdade, só desejo saber se sua empresa está na zona de conforto ou na zona de conflito. Zona de conflito não é estar em guerra, mas em viver em um ambiente capaz de oferecer à empresa condições de continuamente rever seus conceitos, procedimentos, planos e ações. Viver na zona de conforto significa administrar uma empresa onde nada novo acontece e o lema que ecoa pelos corredores é “se melhorar estraga” ou, então, “fazemos isso há anos e está dando certo”.

Que bom que está dando certo, mas será que para sempre continuará assim?

Durante a maior parte do tempo, vivemos num estado de ser muito estável. Fazemos as coisas da mesma forma, dia após dia, e a vida parece ser tranquila, confortável e bem encaminhada. No fundo, gostamos de ter a certeza das coisas, de saber que elas não nos causarão incômodo, que nos poupem tempo e que, acima de tudo, não tenhamos que pensar muito para tomar decisões. Nossa própria estrutura cerebral nos “empurra” para situações estabelecidas por força do hábito, e o hábito é um padrão mental e comportamental que é instituído por força da repetição.

Então, como diria Wanderléia: “Por favor, pare agora!”.

Alargar sua zona de conforto é imperativo em favor de seu desenvolvimento pessoal e da produtividade da sua empresa. Invadir a zona de conflito pode causar algum incômodo, mas o desconforto é temporário, dado que temos uma capacidade enorme de aprendizagem e adaptação.

Quantas vezes você já precisou fazer algo com o qual não se sentia muito confortável? Por exemplo: fazer uma apresentação para investidores mesmo morrendo de medo de falar em público?

Quando você alarga a sua zona de conforto, você cresce também como pessoa. Ao se propor a fazer ou aprender algo que lhe permita agarrar uma nova oportunidade ou melhorar a eficácia da sua empresa, relacionamento, saúde ou até mesmo da organização da sua vida, inevitavelmente você enfrenta algo desconhecido que pode requerer um determinado grau de esforço, dedicação e compromisso.

Quando o negócio, o trabalho, a carreira, um relacionamento, a saúde ou qualquer objetivo importante de realizar está em jogo, sair da sua zona de conforto é uma forma de buscar um novo resultado. O sucesso vem daquela força que a gente tem de “pegar o touro à unha” e fazer algo diferente daquilo que os outros fazem ou daquilo que tem feito até ao momento

Quando isso acontece, você pode aumentar drasticamente suas oportunidades e aprender muito sobre si mesmo e sobre como você age (e reage) em determinadas situações. Este sentimento é ótimo para gerar autoconfiança para eventos semelhantes no futuro sem os receios e dúvidas.

Então, aproveite essa semana e aprenda algo novo.  Faça coisas que nunca fez ou que nunca viu fazer. Impulsione suas metas para o nível seguinte, suba um degrau e lance-se a novas oportunidades que surgem da expansão da sua zona de conforto. Dizem que aquilo em que nos focamos, expande-se. Caminhe para o sucesso que o sucesso está a caminho!

Nos vemos por lá…

lounge-empreendedor-em-que-zona-voce-esta

16 jun 2017

FAÇA O QUE NÃO AMA

No Comments Ambiente de Trabalho, Aprendizagem, Carreira, Coaching, Comportamento, Cooperação, Cotidiano, Empatia, Inteligência Emocional, Liderança, Relações Humanas, Sucesso

Encarar os desafios e os medos não é fácil, mas, com algumas atitudes, é possível crescer e ir além do que você imagina.

Em geral, escrevo no Lounge Empreendedor sobre temas que possam ajudar meus clientes ou as pessoas que não podem se relacionar diretamente comigo na compreensão dos seus caminhos como empreendedores ou gestores. Desta vez, gostaria de me dirigir a eles diretamente, mas também a todos os que sofrem com as dinâmicas da adultescência, ou seja, o empreendimento de se tornar adulto após os 20 anos de idade. E faço isso, talvez pelo fato de ter tido inúmeras conversas recentes sobre o assunto com o meu filho, exatamente nessa fase… 

Quando chegam à vida adulta, muita gente advoga aos jovens pelo "faça aquilo que você ama"; e isso se tornou natural. Vivemos uma época de exaltação do individualismo (para não dizer egocentrismo) a despeito de nossos problemas, em sua maioria, se originarem de uma falta de senso de comunidade que tem reduzido nossa capacidade de empatia e solidariedade. Tudo é transitório e nos encontramos fundamentalmente sozinhos no mundo. Assim, o melhor mesmo é descobrir o que amamos, ir lá, fazer e pronto… Ao priorizarmos o nosso desenvolvimento, ainda que em detrimento dos outros, das empresas, das famílias e comunidades, parece que estamos isentos de pagar o preço de uma conta maior.

Será mesmo? 

Precisamos resgatar alguns dados de realidade que contradizem esse discurso. Vivemos nossa humanidade subjugados pela noção de escassez, pela qual a valoração do que apreciamos e a satisfação dos nossos desejos se relaciona com a frequência com que nos satisfazemos. Temos a percepção de que os recursos são limitados, indisponíveis ou de difícil obtenção. Neste mundo, é mais fácil vivermos juntos e articularmos desejos do que buscarmos sozinhos pelo prazer. Mas, em algum momento, nos contaram que essa tal de escassez não existia.

Parece-me que os jovens gostaram dessa ideia. E quem não gostaria? É bom pensar que não precisamos racionalizar nosso tempo, energia e outros recursos. É bom pensar que podemos fazer apenas o que gostamos e que seremos cada vez melhores fazendo apenas isso. Em outras palavras, é bom permanecer na zona de conforto, não é mesmo?

Mas não é o que esse mesmo jovem diz… O belo discurso institucional diz bom é aquele que busca desafios, que quer sair da zona de conforto, que busca aventura, que espera desenvolvimento e oportunidades para crescer. Oras… Espere aí. Se é isso que você quer, pequeno gafanhoto, preciso lhe contar uma coisa: VOCÊ NÃO VAI CONSEGUIR FAZENDO APENAS O QUE VOCÊ AMA PARA CRESCER. Você precisa necessariamente se debater com assuntos dos quais não gosta, desempenhar atividades que não são atraentes e ter sucesso em entregar resultados que você jamais imaginou. E pior: que foram difíceis de ser entregues. 

Talvez você não perceba no início, mas ficará claro que isso demandará que você peça ajuda, busque estudos, conheça novas pessoas e desenvolva habilidades. Você será testado, receberá duros feedbacks, precisará repensar, planejar, adaptar o discurso e refazer alguns dos seus trabalhos. Conquistará aliados por um lado, e aprenderá de quem não gosta também. Saberá mais de si.

E, no final do percurso, tenho segurança de que você terá crescido. E que saberá disso. E mais: terá aprendido que se você quiser crescer, precisará fazer o que não ama. E se você já saiu da sua adultescência, mas continua nessa busca, que tal perceber que assumir riscos e ousar é inevitável para atingir posições mais elevadas? E que seu sucesso só virá quando assumir a capacidade e a determinação de sair de sua zona de conforto e ampliar os seus limites constantemente? 

17 set 2015

BOLSA PARA MULHERES

No Comments Comportamento, Confiança, Economia, Empreendedorismo Feminino, Gestão Financeira, Mercado

Calma! Você não está no blog errado e esse não é um texto sobre moda. Siga a leitura e descubra segredos das mulheres na bolsa de valores.

lounge-empreendedor-bolsa-para-mulheres

Não é novidade que o mercado financeiro no Brasil é um cenário extremamente masculino e pouco explorado pelas mulheres. Fazer um bom investimento nem sempre é tão fácil como investir na poupança, exige preparo, disciplina, estratégia e uma boa disposição ao risco. E as mulheres, na maioria das vezes, são mais cautelosas e conservadoras.

Mas, então, por que um texto sobre investimento de mulheres na bolsa de valores? Justamente por isso!

Uma pesquisa de 2012 publicada na Exame ressalta que, por serem mais cautelosas, as mulheres se preparam melhor quando o assunto é o seu dinheiro e sua saúde financeira e, por isso, também não se assustam no primeiro momento de crise. (Fonte Exame)

Elas, ao contrário da maioria dos homens, fazem um melhor planejamento antes de retirar seu dinheiro da segurança que uma caderneta de poupança oferece, e aplicá-lo em um investimento rentável com possibilidades agressivas e um pouco mais de risco.

Serem cautelosas e conservadoras, nesse caso, não é um problema e não impede que elas busquem lucros extraordinários, muito pelo contrário, essas características tornam-se um diferencial e um aliado na hora de buscar um investimento.

Coloque o cinto de segurança e voe mais alto!

Todos nós já ouvimos e vimos pesquisas que comprovam que as mulheres se envolvem menos do que os homens em acidentes graves de trânsito. Isso porque elas respeitam mais as leis e são mais cuidadosas, colocando a segurança em primeiro lugar.

No mercado financeiro também é assim. Para alçar vôo na bolsa de valores é preciso conhecer o mercado, traçar a melhor rota e ser paciente, mantendo a calma para reagir em um momento crítico.

Enquanto os homens se arriscam mais, as mulheres procuram estudar melhor as opções de investimento, fazer cursos e se aprofundar em conhecimentos bem fundamentados, antes de dar o primeiro passo e escolher a melhor maneira de investir de acordo com seus objetivos.

Dessa forma fica mais fácil elaborar uma estratégia de sucesso e segui-la, pois está baseada em informações precisas e não sujeitas aos conflitos de notícias e boatos sobre o momento econômico.

bolsa de valores: um caminho para conquistar sonhos.

Cada vez mais as mulheres buscam conquistar um espaço de independência, estabilidade e destaque. Elas não querem apenas um bom casamento ou um emprego, mas, sim, o sucesso da sua vida financeira e a conquista de sonhos.

Para isso, potencializar seus ganhos é fundamental e os investimentos na bolsa são uma ótima opção.

No atual momento em que vivemos, com a bolsa em queda, as incertezas do mercado se tornam oportunidades extraordinárias para ganhos significativos e, quem sabe, a construção de uma verdadeira história de riqueza.

Podemos observar inúmeras e sólidas empresas que estão hoje valendo menos do que o seu real valor e a tendência na bolsa de valores é que, em algum momento, essas empresas retornem a ele.

E essa é a oportunidade de ter ganhos espetaculares, comprando as ações mais baratas e vendendo quando as mesmas se valorizarem.

A maior dificuldade é, justamente, encontrar essas empresas e apostar na melhor opção.

Veja aqui como se preparar para este caminho, aprenda como investir na Bolsa.

mexa-se!

Para quem leu anteriormente o artigo “Tire seu dinheiro da zona de conforto” isso se torna ainda mais claro. (Se não leu é bom dar uma passadinha por lá…)

Dar o primeiro passo é o mais difícil. Mas, se aliarmos a natureza cautelosa das mulheres ao momento extraordinário do mercado de investimentos, temos uma excelente receita de sucesso. 

o momento é agora… 

Momento de cuidar melhor da sua saúde financeira, momento de poupar mais, de se preparar, sair da zona de conforto e buscar, disciplinadamente, uma nova forma de transformar suas finanças.

E isso, no mercado de investimentos, não é privilégio dos homens. Cabe apenas à você o poder e responsabilidade de encontrar meios que lhe atendam e iniciar, de forma segura, sua estratégia de investimentos.

Então, o que você está esperando…

Ficou com alguma dúvida? Deixe nos comentários abaixo.

Fonte: Equipe – Toro Radar (www.tororadar.com.br)

 

17 ago 2015

​MENTIRAS SOBRE A VERDADE

No Comments Ambiente de Trabalho, Coaching, Comportamento, Comunicação, Empreendedorismo, Relações Humanas, Resistência a Mudança

A verdade dói e nem todos estão prontos para lidar com ela. Você já pensou nisso?

lounge-empreendedor-mentiras-sobre-as-verdades

Embora muita gente diga preferir uma dura verdade a uma doce ilusão, a realidade não é tão simples. Verdades expõem nossas limitações, nossos defeitos e características que, por vezes, gostaríamos que ninguém visse ou pensasse a nosso respeito. Não é raro ouvirmos algo que nos incomoda e logo darmos um jeito de encontrar uma justificativa transformando a verdade dita em algo que nos pareça mais agradável ou para que simplesmente possamos seguir em frente ignorando aquilo que precisa ser mudado.

Duvida? Pois vamos às situações simples do nosso dia-a-dia: seu parceiro diz que não te ama e logo você pensa: “Ah, ele me ama sim, mas ainda não sabe” ou “É só uma fase, precisa de tempo e logo vai aprender a me amar”.

Não quer falar de amor, pois – afinal – esse é um blog de empreendedorimo?

Pois falemos, então, de trabalho: seu chefe diz que um trabalho foi mal feito e a reação imediata é ficar indignado. “Mas que absurdo. Não tenho as ferramentas necessárias para um bom trabalho e me matei para fazer isso! Ele que não reconhece minha dedicação”. Ou então, um amigo lhe diz que sua ideia inovadora de um novo negócio não é assim tão inovadora e que você dificilmente terá clientes dispostos a pagar por ela e você logo argumenta: "Imagine! Você não conhece o mercado."

Dificilmente refletimos sobre o que as pessoas nos dizem e sobre a necessidade de revisarmos nossos próprios conceitos e atitudes. A verdade requer maturidade, autoconhecimento e autoestima para que possamos discernir entre uma crítica maldosa, injusta ou um argumento que pode realmente nos auxiliar a ser uma pessoa melhor.

Assim como existem verdades que nos machucam, existem aquelas que são ditas com o intuito de nos auxiliar e nos mostrar nossas qualidades. Quantas vezes elogiamos alguém e a pessoa não acredita? Muitas! Aliás, somos julgados também por elogiar. O que prova que realmente não somos preparados para lidar com a franqueza e a sinceridade. Temos receio de magoar, nos meter em confusão ou causar reações descontroladas e acabamos optando por omissões e mentiras.

Claro que para o bom convívio social, a verdade “nua e crua” nem sempre é conveniente por questões de necessidade ou respeito. Uma boa dose de bom senso é a escolha mais acertada para não exagerar em nenhum dos lados. Quando somos francos e utilizamos a verdade com amor, saímos da famosa zona de conforto e descobrimos novos caminhos para velhos problemas.

Mas cuidado! Há uma cilada ainda maior nesse jogo de verdades e mentiras:

NÃO MINTA PARA SI MESMO.

De nada adianta dizer que espera viver apenas na verdade, se você não estiver aberto para reconhecê-la e aceitá-la sem melindres para seu próprio crescimento e evolução.

Por isso, comece por você! É preciso ser objetivo e prático para não iludir a si mesmo e não aceitar como verdade apenas aquilo que gostaria de ouvir. Explore sua humildade, autoconfiança e esteja centrado para buscar a utilidade de todas as verdades. Até porque há um provérbio chinês que nos ensina “todos os fatos têm sempre três versões: a sua, a minha e a verdade”.

lounge-empreendedor-mentiras-sobre-as-verdades

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...