07 mar 2015

​SENHORAS DO DESTINO

No Comments Capital Humano, Carreira, Comportamento, Cotidiano, Datas Especiais, Desenvolvimento Sustentável, Empreendedorismo Feminino, Mercado de Trabalho, Políticas de Desenvolvimento, Qualidade de Vida

Todo mês de março é a mesma coisa: o empoderamento feminino vira assunto nacional. Entenda porque defendo essa causa sem datas e sem limites! 

 

lounge-empreendedor-senhoras-do-destino

Ficou para trás o tempo em que lugar de mulher era dentro de casa. Depois de anos de luta em defesa da igualdade de direitos, acesso à educação, trabalho e liberdade de escolha, as mulheres estão ganhando seu espaço.

Mas nem tudo são flores! Apesar do progresso, dados do relatório de Desigualdade de Gênero, do Fórum Econômico Mundial de 2014, colocaram o Brasil na 71ª posição no ranking de equiparação caindo 9 posições em relação a 2013. Ou seja: SERÁ QUE ESTAMOS REALMENTE AVANÇANDO?

Levando em consideração que muitos empregadores ainda pensam como o deputado federal Jair Bolsonaro que afirmou que não é justo a mulher ganhar igual ao homem porque engravida, a resposta é NÃO! Não estamos avançando quanto gostaríamos.

No Brasil, as mulheres ocupam apenas 8% dos cargos de liderança e somente 6% em cargos de conselho. Se mantivermos este ritmo, sem nenhuma política inclusiva, levaremos mais de 100 anos para termos igualdade. Em cargos públicos, a sub-representação se repete: ocupamos míseros 5% das funções disponíveis.

Segundo estudo da Organização Internacional do Trabalho (OIT), as mulheres trabalham em média 5 horas semanais a mais do que os homens. Pois é… Trabalhamos mais e ganhamos menos! Em média, 25% menos que os homens ocupando mesmo cargo e mesma função.

Embora representem 52% da população mundial, existe 100 milhões, isto mesmo, 100 milhões de meninas, que não podem estudar por questões religiosas e muitas são assassinadas por esse mesmo motivo, exemplo desta barbárie é o caso da jovem Malala, paquistanesa ganhadora do prêmio Nobel.  

Além disso, mulheres ainda são espancadas e mortas por seus companheiros e sofrem em consequência de abortos mal feitos. Sem contar as mulheres e meninas são vendidas como escravas sexuais e são as maiores vítimas de tráfico humano no mundo. Aqui mesmono Brasil, as mulheres ainda são retratadas de forma pejorativa e preconceituosa na publicidade.

Quero acreditar que esta visão preconceituosa e dualista tende a perder espaço. Não apenas porque sou mulher, mas porque as competências dos gêneros se complementam e juntos podemos ser muito melhores do que individualmente. Eu poderia dizer que sem as mulheres não haveria novas gerações, homens, maridos, filhos… Mas não posso ser simplista desta forma.

Grandes corporações já perceberam a importância deste público que representa mais de 75% das decisões de compra de uma família e têm oferecido espaço para que nossas características superem desafios por ângulos diferentes oferecendo soluções que passariam despercebidas se olhadas apenas sob o prisma masculino.

A verdade é que não precisamos dominar o mundo! Queremos construí-lo em parceria, sendo respeitadas pelo melhor que podemos ser, sem que ninguém nos rotule ou defina nosso destino. Aí, sim, teremos o que comemorar!​

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Comentários

comentários

Tags: , , , , , , , , ,
written by
The author didn‘t add any Information to his profile yet.
Related Posts