21 out 2013

DILEMAS DA CRIATIVIDADE

No Comments Aprendizagem, Carreira, Coaching, Competências, Comportamento, Criatividade, Desenvolvimento Humano, Inteligência Competetitiva

Criatividade é um caminho repleto de encruzilhadas que percorremos para descobrir novas relações entre as coisas. 

lounge-empreendedor-dilemas-da-criatividade

Depois de uma semana inteira me dedicando a estudar conceitos de economia criativa e criatividade, pensei que seria legal conversarmos sobre o assunto aqui no Lounge Empreendedor; afinal existem muitos mitos envolvendo o tema da criatividade.

Será que as pessoas criativas são sempre extrovertidas? Seriam todas rebeldes ou gênios malucos? Todos podemos encontrar soluções criativas para os desafios com os quais nos deparamos? Como diria Shakespeare:  “Ser ou não ser… eis a questão!”

Ouso dizer que, a cada dia, mais e mais empreendedores têm se tornado artistas e que artistas de todos os tipos estão aprendendo a ser empresários. Sim! Arte, ciência, música, tecnologia, cultura, espiritualidade e negócios são tendências cada vez mais convergentes.

Para todas elas, a criatividade é tema comum. Contudo, as pessoas criativas são muitas vezes paradoxais. Como negócios e cultura, água e vinho, cão e gato…

O professor de psicologia e gestão Mihaly Csikszentmihalyi, que dedicou vários anos estudando o jeito de viver e trabalhar de pessoas criativas diz que se pudesse “expressar em uma palavra o que faz com que suas personalidades seja diferente dos outros é a complexidade. Eles mostram tendências de pensamento e de ação que na maioria das pessoas são segregadas. Eles contêm extremos contraditórios, em vez de ser um indivíduo, cada um deles é uma multidão".

lounge-empreendedor-mihaly-csikszentmihalyiPor conta desse seu envolvimento com uma das Forças do Caráter, a Criatividade, Mihalyi tem sido um dos grandes colaboradores da Psicologia Positiva. Sua grande contribuição para os estudos sobre a felicidade se dá no campo da investigação da experiência de Fluxo (Flow) e da Personalidade Autotélica. Um dos resultados mais interessantes das pesquisas de Mihalyi no campo da criatividade é sobre o perfil das pessoas criativas.

Csikszentmihalyi utiliza três categorias para definir a expressão da criatividade no âmbito pessoal:

  • a pessoa brilhante: é iluminada e expressa pensamentos inusitados, interessantes e estimulantes;
  • a personalidade criativa: refere-se às pessoas de percepção tranqüila e cheias de insight;
  • as pessoas criativas: são aquelas cujos trabalhos têm definição pública. Ou seja, cujas realizações causam  impacto social e transformam os parâmetros culturais.

Mihaly descreve dez características, aparentemente contraditórias na natureza, mas que são freqüentemente presentes em pessoas criativas. Que tal conhecê-las?!? Talvez você também seja uma pequena multidão…

  1. Pessoas criativas têm uma grande quantidade de energia física, mas também gostam de ambientes que permitam a concentração e tranqüilidade. Eles trabalham longas horas em estado de concentração, mas sabem que as atividades seguidas por preguiça, ócio ou reflexão são importantes para o sucesso do trabalho.
  2. Pessoas criativas tendem a ser inteligentes e aparentemente ingênuas ao mesmo tempo. Isso lhes dá fluência, flexibilidade e originalidade para associações incomuns de idéias.
  3. Pessoas criativas podem aliar o lúdico e a disciplina. Apesar do ar despreocupado que as pessoas criativas transparecem, a maioria delas trabalha até tarde da noite e persiste quando outras pessoas não.
  4. Pessoas criativas alternam entre imaginação e fantasia e um sentimento enraizado da realidade. Errar é apenas um caminho de aprendizado.
  5. Pessoas criativas tendem a ser extrovertidos e introvertidos. Parece loucura, pois somos normalmente um ou outro, mas os indivíduos criativos, por outro lado, exibem ambos os comportamentos simultaneamente.  Disponibilizar-se para o contato com outros pode ser muito bom para a troca de idéias e a renovação das emoções. Mas há momentos em que o recolhimento e a solidão são essenciais para o amadurecimento das idéias e a organização das emoções.
  6. (Mais uma bem antagônica:) Pessoas criativas são humildes e orgulhosas, ambiciosos e altruístas, competitivos e cooperadores ao mesmo tempo. Geralmente eles abnegam do conforto pessoal em prol do sucesso do projeto, mas muitos oscilam entre a arrogância, a auto-depreciação e a timidez em pouquíssimo tempo.
  7. Pessoas criativas, em certa medida, escapam do rígido estereótipo dos gêneros. Quando os testes de masculinidade e feminilidade são dados aos jovens, mais e mais se descobre que meninas criativas e talentosas são mais dominantes e resistente do que as outras meninas, e meninos criativos são mais sensíveis e menos agressivos do que seus pares masculinos.
  8. As pessoas criativas mesclam rebeldia e conservadorismo. É impossível ser criativo sem ter internalizado primeiro uma base de cultura. Por isso, é difícil encontrar uma pessoa que consiga ser criativa sem ser tradicional e conservador e, ao mesmo tempo, rebelde e iconoclasta. As grandes conquistas humanas, as inovações e os saltos criativos, dependem daqueles que respeitam o passado, mas se recusam a fazer tudo como sempre foi feito e que, além disso, acreditam que podem fazer diferente, mesmo que os outros não concordem ou aceitem.
  9. A maioria das pessoas criativas são muito apaixonados pelo seu trabalho, mas podem ser extremamente críticas sobre ele também. Sem a paixão , logo perdem o interesse em uma tarefa difícil. No entanto, sem ser críticas e objetivas sobre ele, o resultado não é muito bom e não tem credibilidade.
  10. A abertura e sensibilidade das pessoas criativas muitas vezes as expõe a sofrimento e dor, mas também a uma grande quantidade de prazer. Esse é um dos pontos essenciais de contato entre a Criatividade e a Felicidade. Apesar do que muitos acreditam, a felicidade não é a ausência de sentimentos negativos. Ser feliz é, antes de tudo, aprender a valorizar os sentimentos e as experiências positivas independentemente dos momentos ruins. 

Paradoxal ou não, o que eu aprendi é que não existe uma fórmula para a criação individual. Equilibrar corpo e mente, razão e emoção, é fundamental para se vivenciar os processos criativos. Como Mihay diz: "as pessoas criativas são notáveis ​​por sua capacidade de se adaptar a qualquer situação e não se contentar com o que estiver à mão para alcançar seus objetivos."

Sinceramente, eu acredito que vale a pena. E aí, você vai ter coragem para ser criativo? 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Comentários

comentários

Tags: , , , , , , ,
written by
The author didn‘t add any Information to his profile yet.
Related Posts