26 ago 2013

COMO SE CRIAM JOVENS EMPREENDEDORES

No Comments Aprendizagem, Carreira, Competências, Comportamento, Comportamento Empreendedor, Desenvolvimento Humano, Educação, Empreendedorismo, Família, Jovens Empreendedores, Mercado, Mercado de Trabalho, Protagonismo, Relações Humanas

Vivemos em uma sociedade que não estimula a criação de empreendedores enquanto o emprego fica cada vez mais escasso. Você já parou para pensar como pode ajudar a mudar esse cenário? 

lounge-empreendedor-como-criar-filhos-empreendedores

Não sei como é a vida de vocês, mas eu vivo me desdobrando entre a carreira, palestras, maternidade e mais mil e uma utilidades. Nunca tive dúvidas das minhas escolhas e do legado que estou deixando aos meus filhos. Um vive querendo vender suco de limão na garagem, o outro está às voltas com o vestibular, e eu – no meio desse universo paralelo -, achei que poderia elaborar uma boa conversa aqui no Lounge Empreendedor. Adoraria saber como vocês convivem com essas questões e que dicas dariam para a educação de crianças empreendedoras.

Afinal, mesmo que você não seja mãe, tenho certeza que convive com alguma criança ou adolescentes com ideias para empreender ou até que já sejam donos de uma empresa. As histórias de jovens empreendedores têm um fator em comum: eles enxergaram uma oportunidade de negócio e acreditaram no seu sonho.

Como pais, tios, avós, professores, padrinhos ou seja lá qual for a sua relação com uma criança, você pode ser fundamental para obtenção de confiança para que ela tenha um comportamento empreendedor.

Hoje decidi enumerar algumas formas que podemos influenciar para sempre suas vidas:

  • Inicie seu próprio negócio: Nada melhor do que o exemplo! Filhos de pais empreendedores costumam seguir o seu caminho. É importante para eles poder seguir os passos dos pais, seus conselhos e suas informações.
  • Rede de relacionamento: Ensine o seu filho a conhecer e se relacionar com muitas pessoas através de boas parcerias e da construção de relacionamentos colaborativos. Ao desenvolver uma visão de longo prazo e de cooperação, você vai cultivar uma característica empreendedora importante.
  • Desenvolva o poder de síntese: Como a maioria das facetas do mundo dos negócios, há normas que, se compreendidas, podem aumentar a atratividade do negócio. Saber quais são os elementos mais importantes sobre uma ideia será fundamental e se o seu filho conseguir entender desde cedo quais são os elementos importantes de determinadas situações isso pode fazer toda a diferença lá na frente.
  • Coloque-o na rede: Se o seu filho é uma criança ávida por iniciar um negócio, ele (ou ela) deve ser mais capaz de navegar na web para encontrar toda a orientação disponível on-line desde mercado até fontes de financiamento. Permita que ele investigue o máximo que puder e a internet é o perfeito de ponto de partida para buscar novos conhecimentos!
  • Codificação sempre conta: Por mais maluco que possa parecer, estamos mesmo vivendo uma nova era. Ouvi recentemente de um professor de idade bem avançada que nas próximas gerações todo mundo deverá ser um pouco programador, e acho que ele tem razão. Permita que seu filho aprenda o básico e até mesmo o avançado de codificação. (Gostaria de saber mais sobre isso!) Seu filho não precisa se tornar um desenvolvedor no Vale do Silício, mas é importante entender como se comunicar com os desenvolvedores.
  • Olhe além do dinheiro: A melhor habilidade que seu filho pode aprender é como resolver criativamente os problemas que surgem sem deixar uma desculpa como dinheiro detê-lo. Ensine-o a fazer sempre tudo bem feito, a planejar tudo o que faz e a cumprir seus compromissos.
  • Empodere: No Brasil, não temos a tradição de bazares na garagem e por mais difícil que seja deixar seu filho vender suco para os vizinhos por vergonha “do que os outros irão pensar”, pense você no que pode estar retirando de direito ao seu “pequeno empreendedor”. Deixá-los falar para os amigos ou qualquer outra pessoa que pode acreditar em seu negócio pode levá-los a planejar melhor, identificar oportunidades, calcular os riscos e rever etapas frente ao jogo a longo prazo.
  • Ajude, mas não faça o trabalho: O truque aqui é estar sempre por perto, mas não fazer todo o trabalho. Pais podem fornecer a experiência útil que falta aos jovens empreendedores para que eles desenvolvam sua autoconfiança e persistência. Devemos apenas apontar na direção certa. É difícil, eu sei… Mas é assim que se criam jovens empreendedores!

Aproveite a nossa conversa e resgate o bebê que existe em você. Que tal?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Comentários

comentários

Tags: , , , , , , , , , , , , ,
written by
The author didn‘t add any Information to his profile yet.
Related Posts