31 jul 2013

DEFINA QUANTO VOCÊ GANHA

No Comments Administração e Gestão, Controle Financeiro, Empreendedorismo, Gestão Financeira, Nem Todo Empreendedor Nasce Sabendo

Você pede demissão do emprego, monta um negócio e passa a ter o poder de definir o próprio “salário”. Simples assim? Claro que não. 

lounge-empreendedor-pro-labore-defina-quanto-voce-ganha

Se o empreendedor fez seu trabalho de forma correta quando idealizou a criação do seu negócio, ele deve ter um plano de negócios e nele estará definido qual será o seu salário. Estamos falando do pró-labore, a remuneração do dono da empresa e que deve obedecer a alguns princípios para não se transformar em uma bomba-relógio financeira. 

É claro que o empreendedor deve ser remunerado e não apenas pelo seu trabalho, mas também pelo fato de que a empresa é um patrimônio ilíquido, ou seja, a não ser que se desfaça do negócio, o dinheiro investido tem pouca liquidez, diferente de investimentos financeiros, por exemplo.

O “salário” do proprietário depende da capacidade da empresa de gerar recursos. O dinheiro que entra no caixa não está à disposição sem restrições: ele tem destino certo, como o pagamento de fornecedores, de impostos e taxas, de funcionários e vai para novos investimentos. 

Se o empresário retirar um valor acima do que a companhia tem para bancá-lo, vai faltar para outras obrigações. Com o tempo, surgirá um rombo no orçamento capaz de comprometer a saúde do empreendimento. 

Uma maneira de o empresário definir o pró-labore é saber exatamente quanto somam seus gastos pessoais mensais. Tendo o valor médio dos últimos seis meses, é possível fazer a conta da remuneração. 

Outra forma é determinar qual a função do proprietário na empresa. No geral, ele é o administrador. A ideia é que ele receba o salário que o mercado oferece para um profissional na mesma posição em empresa de igual porte. Quando há sócios, é usual que cada um tenha um cargo para cuidar de uma área específica. Vale o mesmo critério. Empresas de recrutamento têm esse tipo de informação e jornais costumam publicar tais dados em cadernos especializados. 

Se o caixa não comportar o valor do pró-labore, é preciso aumentar o volume de vendas ou mesmo rever o orçamento pessoal. 

lounge-empreendedor-pro-labore-defina-quanto-voce-ganha

Uma vez definida a remuneração, ela se torna um custo fixo com incidência de Imposto de Renda e contribuição para o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). 

Não confundir pró-labore com distribuição de lucro ou dividendos, que remunera o sócio conforme sua participação no capital social da empresa.  Se não houver lucro, não se pagam dividendos. 

Como vimos, há uma grande diferença entre o dinheiro que entra no caixa e o que entra no bolso do empresário. Ter consciência disso é essencial não só para uma boa gestão, mas para a própria vida pessoal do empreendedor. 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Comentários

comentários

Tags: , , , ,
written by
The author didn‘t add any Information to his profile yet.
Related Posts