14 mai 2013

QUEM SÃO OS BRASILEIROS NAS REDES SOCIAIS?

No Comments Comportamento do Consumidor, Cotidiano, Dados sobre Empreendedorismo, Economia, Economia Digital, Empreendedorismo, Inovação, Inteligência Competetitiva, Internet, Marketing, Mídias Sociais, Redes Sociais, Tecnologia, Web

Quem é o usuário brasileiro de mídia social? Quais são seus hábitos online? Conheça o perfil dos usuários de Mídia Social no Brasil

lounge-empreendedor-quem-sao-osbrasileiros-nas-redes-sociais

Há algumas semanas circulou em vários sites especializados um infográfico com “O perfil dos brasileiros nas redes sociais”, mas normalmente sem nenhuma interpretação dos dados nele contidos. Vamos, portanto, analisar o que essas informações trazem de útil para nosso trabalho no dia-a-dia. O estudo inédito sobre o perfil dos Usuários de Mídia Social no Brasil foi realizado pela eCMetrics, com 2440 usuários e publicado em fevereiro de 2011 buscando saber como se comporta o usuário brasileiro de mídia social. Com certeza, você pode se apropriar destas informações para expandir seu negócio, criar novas propostas ou determinar possíveis estratégias de marketing, confira alguns tópicos descobertos na pesquisa.

Quanto à participação dos internautas brasileiros nos canais de mídia social

  • 16% produz conteúdo;
  • 22% critica ou coleta (reproduz); 
  • 36% observa, participa ou cultiva contatos (tipo mais comum) e;
  • 26% caracterizam-se como fortes consumidores online e brand engagers (aquele que consome ou cria mídia social relacionada com marcas, produtos e serviços).

O comportamento segundo a segmentação:

  • Mulheres de 18-34 são as que mais produzem conteúdo nas mídias sociais e também quem mais critica/comenta, dentre todas as classes;
  • Entre os que apenas coletam informação de acordo com suas necessidades, a maioria é composta por homens de 18-34, de todas as classes;
  • Os joiners (que aderem e gostam de participar de ações em redes sociais) também são homens de 18-34, porém provenientes em sua maioria das classes CDE;
  • Já o segmento classificado como consumidores online são, em sua maioria, homens e mulheres com 45 anos ou mais, membros da classe A;
  • Brand Engagers (engajados com marcas) são, em sua maioria, homens e mulheres, a partir dos 35 anos, de todas as classes.

Vamos ao infográfico para você mesmo tirar as suas conclusões: 

lounge-empreendedor-quem-sao-osbrasileiros-nas-redes-sociais-infografico

Rodrigo Soares, coordenador de Marketing Digital na Agência Open, compartilhou no site do Sebrae algumas das suas reflexões e eu, como executiva apaixonada por pessoas da vida real e também por um pouco de caneta e papel como ele, me identifico bastante com espaços e caminhos que ele visualiza a partir do infográfico.

(Na verdade, sempre que vejo dados organizados desta forma, penso no quanto ja "apanhei" pelo fato das pessoas não acreditarem que nada disso aconteceria quando eu falava em twitter em 2008, por exemplo)

Hoje, 90,8% dos internautas brasileiros acessam as redes sociais, e gastam em média 4,9 horas mensais nesses sites.

Estima-se que o número de brasileiros conectados já tenha ultrapassado a casa de 80 milhões, ou seja, 72.640.000 são usuários de redes sociais. Grandes números, não? Porém, calculando a população geral do país – cerca de 194 milhões – ainda temos mais de 114.000.000 de pessoas off-line. Isso representa muito o que crescer nos mercados de hospedagem, redes sociais, e-commerce, gadgets e computadores…

Sobre as 4,9 horas mensais em média nas redes sociais, também é um valor muito baixo. Claro que há muitos usuários eventuais contribuindo para a queda dessa média, mas independente disso há um sinal de que o mercado tem ainda muito espaço para crescimento.

60% dos internautas brasileiros se inscreveram em alguma rede social nos últimos 3 meses.
Claro que o Facebook é o grande vencedor nessa corrida. Mas notaram que o Google+ está na cola? Isso se deve à adesão ~forçada~ dos usuários do Gmail à rede social do Google.

O Facebook é a rede social com mais usuários no momento. Viram quem está em segundo lugar? Nosso saudoso Orkut ainda está na frente do Twitter, YouTube e Google+. O gráfico só não diz se essa conta é de usuários ativos ou apenas cadastrados (provavelmente, apenas cadastrados). Já na frequência de uso, quem some de cena é o G+, confirmando a informação do parágrafo anterior. Facebook ganha disparado.

58,7% dos acessos às redes sociais são de mulheres.
Nenhuma novidade aí. Elas são maioria nas redes sociais, no e-commerce, e em vários outros âmbitos da web.

Hábitos de compras: 2 a cada 3 falam das marcas que consomem nas redes sociais. Na maioria das vezes pra reclamar delas, fato! E vemos que para o uso de marcas o Facebook é mais efetivo, já que 74% dos seus usuários curtem alguma página institucional, enquanto apenas 54% dos Tuiteiros seguem o perfil de alguma marca.

56% usam smartphones e celulares para acessar a internet.
E grande parte desses usuários móveis são da classe C, o que significa novas oportunidades para links patrocinados voltados a essas plataformas, e-commerce e aplicativos, sem mencionar o mercado de aparelhos. Além disso, 68,5% acessam as redes sociais através de algum aplicativo, com o E-Buddy na ponta (35% – lembrando que este aplicativo é usado em sua maioria para acessar o MSN) e TweetDeck em segundo, com 31,9%.

No geral, podemos concluir que:

  1. O Facebook continua forte na liderança e a tendência é continuar assim por um bom tempo
  2. O Google+ tem muitos usuários cadastrados mas o principal benefício da sua utilização ainda fica na área do SEO
  3. O público feminino é maioria na internet e isso deve ditar algumas das várias tendências em social media a curto/ médio prazo (vide a ascensão meteórica do Pinterest impulsionada pelas roupas e pelas aficcionadas em moda)
  4. Os investimentos na área precisam ser intensificados, pois a margem de crescimento ainda é enorme – o Brasil ainda não atingiu metade do seu potencial na web
  5. lounge-empreendedor-quem-sao-osbrasileiros-nas-redes-sociais-conclusãoO brasileiro está usando cada vez mais aplicativos para acessar a internet e as redes sociais nos dispositivos móveis. O perfil deste usuário amadurece rápido, mas a entrada de novos usuários equilibra a razão entre veteranos/ novatos na internet. Os nichos cresem junto, em todas as direções.

O que mais você conclui a partir deste infográfico? Divida suas opiniões com a gente!

Rodrigo Soares é formado em Produção para Mídias Digitais, heavy user de internet e leitor ávido, trabalha com uma equipe de profissionais em mídias sociais, SEO e marketing online. Escreve para vários blogs, acredita na meritocracia e, apesar de seu trabalho puramente digital, não dispensa lápis e papel como ferramentas do dia-a-dia.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Comentários

comentários

Tags: , , , , , , , , , , , , ,
written by
The author didn‘t add any Information to his profile yet.
Related Posts