Archive for abril 22nd, 2013

22 abr 2013

PAIXÃO, EMPREENDEDORISMO E INOVAÇÃO

No Comments Ações Sociais, Desenvolvimento Humano, Empreendedorismo, Otimismo, Pedagogia, Propósito, Proposta de Valor, Relações Humanas, Responsabilidade Social Empresarial, Social Good Brasil

Sempre acreditei em um jeito diferente de influenciar o mundo. Um jeito transformador. Um jeito inspirador. Um jeito apaixonado de empreender e sonhar. Paul é um pedagogo apaixonado como eu.

 

lounge-empreendedor-alma-de-batera


Paul Georges Lafontaine, 31 anos, era um profissional de turismo, mas descobriu na música e na pedagogia a sua grande vocação. Montou o projeto ALMA DE BATERA, no qual dá aulas de bateria para alunos (crianças ou adolescentes) com défit intelectual (síndrome de down principalmente).

Sua paixão é oferecer às pessoas com deficiência, uma oportunidade de ter um contato maior com o universo musical. Paul alia práticas pedagógicas às musicais para estimular o desenvolvimento de seus alunos. Atualmente, ele consegue atender apenas 12 pessoas porque falta estrutura para o seu projeto. Tem apenas duas baterias e só dá aulas em São Paulo. Seu objetivo é expandir esse benefício para mais alunos. Para isso, ele precisa de verba.

Na intenção de expandir o seu negócio, ele participou de um concurso, o Projetos de Garagem, idealizado e organizado por Inesplorato – Curadoria de Conhecimento – e Ideia Fixa – canal de inspiração e expressão visual -, sem fins lucrativos, que recebeu 300 projetos, e destes, 8 foram os finalistas, entre eles o Alma de Batera.

Todos os projetos estão disponíveis para o financiamento coletivo no site  www.movere.me/projetosdegaragem. Dos finalistas, o Alma de Batera é o que está mais próximo de conseguir o valor necessário para dar continuidade ao projeto, aprovado pela Secretaria de Cultura de São Paulo, e expandi-lo. Se você quer ajudar e incentivar outras pessoas a ajudarem, entre no site e invista o valor que quiser para no Alma de Batera. 

Está na dúvida? Apaixone-se aqui: 

Alma de Batera movere financiamento coletivo(crowdfunding) from movere on Vimeo.

22 abr 2013

TURISMO INTERNACIONAL

No Comments Capacitação, Economia, Empreendedorismo, Evento, Meio Ambiente, Novos Mercados, Oportunidade de Negócio

Realizado há mais de 30 anos na Inglaterra, a WTM trará oportunidades de negócios para micro e pequenas empresas.

lounge-empreendedor-turismo-internacional

Considerado o principal evento de turismo do mundo e com 33 anos de existência, o World Travel Market (WTM) London (Mercado de Viagem do Mundo – Londres, em português), ganha pela primeira vez uma edição fora da capital inglesa. Por conta do grande crescimento do mercado brasileiro e da realização de megaeventos como a Copa do Mundo da FIFA 2014 e as Olimpíadas de 2016, a cidade de São Paulo recebe entre esta terça (23) e quinta-feira (25), no Transamerica Expo Center, a World Travel Market Latin America.

Apoiada pelo Sebrae, a conferência WTM tem enfoque nas oportunidades de negócios para a América Latina nos próximos anos. A programação conta com palestras e um total de mil expositores. São esperados cerca de sete mil visitantes. O evento apresentará diversos assuntos de interesse das empresas de micro e pequeno porte, como os grandes eventos esportivos, o cenário atual do mercado de turismo, desenvolvimento sustentável e redes sociais. 

O evento terá início com a apresentação de um estudo exclusivo da Euromonitor International, empresa líder mundial em pesquisa de estratégia para mercados consumidores, com foco nos mercados de viagens e turismo do Brasil e da América Latina. Lisandra Minussi, analista de pesquisa da Euromonitor, mostrará análises de especialistas sobre as conclusões do relatório “Forecast Revisit for the Global Travel and Tourism Industry”, que será entregue a todos os participantes sem nenhum custo. Caso esse material fosse vendido, o valor seria de aproximadamente R$ 3.000,00 (US$ 1.500,00).

lounge-empreendedor-turismo-internacionalA segunda sessão contará com uma aula sobre mídias sociais com a especialista no assunto Mary Frary, co-fundadora da consultoria Travel Perspective, que mostrará como usar as redes sociais para promover empresas de viagens. Frary, responsável pelo setor de mídias sociais na World Travel Market, discutirá como as organizações podem utilizar esta ferramenta para garantir que o interesse despertado pela Copa do Mundo de 2014, no Brasil, e pelos Jogos Olímpicos de 2016, no Rio de Janeiro, estimule o turismo da região a longo prazo.

Simon Press, diretor da World Travel Market na Reed Travel Exhibitions, garante que está muito satisfeito com os profissionais confirmados para a primeira WTM Vision Conference – São Paulo. "As indústrias de viagens e turismo brasileira e latino-americana estão crescendo em um ritmo fenomenal e a WTM Vision Conference – São Paulo apresentará a altos executivos dos países da região a mais recente pesquisa do mercado, além das análises e opiniões que ajudarão suas empresas a crescerem ainda mais. Além disso, o Brasil está na frente da revolução global das mídias sociais e terá um papel fundamental no sucesso do turismo ao receber dois grandes eventos esportivos nos próximos anos", afirma Press.

A WTM Vision Conference – São Paulo será a terceira de cinco conferências ao longo do ano. As outras acontecerão nos dias 2 de abril em Moscou, 8 de abril em Pequim, 7 de maio em Dubai e 17 de outubro em Rimini, na Itália, durante o evento TTG Incontri.

lounge-empreendedor-turismo-internacionalDurante os três dias de evento, o visitante poderá conferir também o estande do Sebrae 2014. O programa ajuda os donos dos pequenos negócios a aproveitarem as oportunidades geradas pela Copa Mundo. Os empresários que aderirem ao programa vão realizar o diagnóstico da Matriz de Competitividade, ferramenta que avalia a gestão de seus empreendimentos. Além disso, vão conhecer a Central de Oportunidades, sistema na internet que aproxima vendedores e compradores de produtos e serviços avaliados pelo Sebrae. No estande, estará à disposição do público um jogo eletrônico que mostrará as oportunidades do mundial de forma lúdica.

Está prevista também a palestra Sustentabilidade e os Pequenos Negócios, que será proferida pela gerente-adjunta de Inovação e Tecnologia do Sebrae, Gláucia Zoldan, especialista no tema, engenheira civil e ambiental. Na ocasião, ela vai falar sobre os eixos prioritários da sustentabilidade para os pequenos negócios e como o Sebrae aborda o tema com seu público. A palestra acontecerá na quarta-feira (24), às 14h30, na sala 13.

Um dos pontos fortes do encontro ocorrerá com a aproximação entre empreendedores da área, do Brasil e do exterior, para troca de ideias, experiências e contatos comerciais. Entre o público, estão operadores de turismo, donos de agências de viagens, representantes do setor hoteleiro, fornecedores de tecnologias, companhias aéreas e empresas organizadoras de eventos.

Eventos paralelos

Participam do WTM aproximadamente 250 compradores convidados, os chamados Hosted Buyers. De várias partes do mundo, eles estão interessados em destinos, produtos e serviços turísticos brasileiros e latino-americanos. Em paralelo à feira, haverá o 39º Encontro Comercial Braztoa (Associação Brasileira de Operadoras de Turismo). A Caravana Braztoa, já tradicional nos eventos turísticos, terá cerca de 1,2 mil agentes de viagens de todo o país. A programação reunirá ainda o Fórum de Turismo Corporativo, o Fórum de Turismo da Organização Mundial do Turismo (UNWTO), o Seminário sobre Mídias Sociais e o seminário World Responsible Tourism (Turismo de Responsabilidade Mundial).

Se você trabalha em algum dos setores do trade turístico não pode perder essa oportunidade!

22 abr 2013

SABER OUVIR

No Comments Comportamento, Empatia, Gestão de Pessoas, Inteligência Competetitiva, Liderança, Nem Todo Empreendedor Nasce Sabendo, Relacionamento Interpessoal

Muitas vezes, nos preocupamos em falar para expressar ideais ou provar competências. Mas saber ouvir talvez seja a maior expressão de maturidade e respeito no mundo corporativo.

 

lounge-empreendedor-saber-ouvir

Saber ouvir é o fator mais importante para o sucesso na comunicação e, ao mesmo tempo, um dos aspectos mais negligenciados no seu processo. (Principalmente para nós, mulheres!) Saber ouvir transcende o ato de escutar quem fala; é compreender a pessoa que se expressa; entender a mensagem transmitida; assimilar o que é dito por palavras, atitudes, gestos ou silêncio; perceber a grandeza da essência da comunicação e do diálogo; e alcançar a plenitude do relacionamento humano. Ou seja, é dar e receber informações e emoções.

Isso exige quase sempre esforço reeducativo, pois somos mais condicionadas a falar e só ouvir o que julgamos ser do nosso interesse. (E juro que isso não é nenhum discurso machista, vale para ambos os gêneros!)

Epíteto, um filósofo grego que viveu entre 55 e 135 d.C, costumava dizer: "Temos duas orelhas e uma boca; assim, devemos ouvir duas vezes mais do que falar". E isso não é à toa: ser competente nos processos de comunicação envolve "saber falar" e "saber ouvir".

Saber ouvir significa desenvolver a escuta ativa, dar toda a atenção e ajuda para a outra pessoa se comunicar. Trata-se de uma atitude de consideração e respeito a quem deseja nos contar alguma coisa. E tenho certeza que você concorda comigo se eu disser que toda boa conversa pode garantir bons frutos, uma colocação melhor e, o que é mais importante, a simpatia dos colegas, dos vizinhos e até da família. Mas "conversar" é uma via de mão dupla, privilegiando mais o ouvir do que o falar.

Se a comunicação permanecer apenas na esfera do “falar, falar, falar” prejudicamos nosso potencial de eficácia e interação, exaurindo nossa própria capacidade de atenção e reflexão.

Assim, mais do que ouvir o interlocutor, precisamos senti-lo, entender a linguagem não-verbal de cada frase e nos dedicarmos a quem deseja conversar conosco. Quanto mais perceptivos nos tornarmos, melhor o resultado da nossa comunicação.

Para isso, o primeiro passo é controlar a ansiedade. Numa conversa, seja entrevista de emprego ou bate-papo com amigos, não há nada mais chato que aquelas pessoas que se comportam como o aluno sabe-tudo, que está sempre pronto para levantar a mão nem bem a professora faz uma pergunta, ou que sai completando frases antes que os outros terminem o que têm a dizer. "Sintonize-se" para que haja troca. Respire. Sorria. Reclame, quando necessário. Reaja. Mas sempre com bom-senso.

Além disso, pense no que vai falar. Alguns poucos segundos gastos para colocar suas ideias em ordem produzem um efeito maravilhoso nas palavras que você pronuncia e nas pessoas que as ouvem.

Preocupe-se também com a sua linguagem não-verbal. Para evitar interpretações equivocadas a respeito do que você está dizendo, olhe de frente para as pessoas com quem conversar. Evite gestos exagerados e tenha atenção ao volume da sua voz: fale alto o suficiente para que todos o ouçam, mas não grite demais e também não sussurre.

Lembre-se que muitas vezes, mais importante do que falar ou apenas responder é saber perguntar. Uma pergunta bem formulada ajuda você a não falar demais e o interlocutor a expressar melhor suas opiniões. Uma pergunta bem feita também permite manter o interesse, a continuidade da conversa e transmite ao outro a sensação de que você se interessa naquilo que ele está a dizer.

Pratique com afinco a compreensão dinâmica: ouvir com os ouvidos, a mente e a imaginação. Só assim você consegue conquistar a empatia necessária para continuar conversando. Para quem não sabe: empatia é a capacidade que temos de nos colocar no lugar do outro e sentir como ele, entendendo melhor seu problema.

lounge-empreendedor-saber-ouvir

Por fim, não esqueça: mais do que uma arte, ouvir é uma prática que você precisa dividir com seus semelhantes. Exercite, vale a pena.

 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...