Complexidade não significa efetividade quando o assunto é planejamento da sua empresa. Acerte na escolha! Preocupação com o passado ou ansiedade com o futuro são sentimentos que não ajudam quem quer uma vida melhor. Remova o medo da sua vida e seja o que sempre sonhou! Inteligência e honestidade emocional: você já parou para pensar em como seus sentimentos influenciam suas decisões? Páre e pense agora! Estabelecer limites saudáveis nos relacionamentos do ambiente de trabalho pode ser crucial para você. Fique atento! Sua qualidade de vida é determinada pelas escolhas que você faz diariamente. Veja aqui como tirar o máximo proveito da sua vida! Coaching: faça sua consulta e agende seu horário para entender como esse processo pode ajudar você.
28 mai 2015

CORRE! O PRAZO ESTÁ ACABANDO…

No Comments Ambiente Legal, Empreendedorismo, MEI - Empreendedor Individual, SEBRAE

Microempreendedores Individuais precisam entregar declaração até o fim do mês e o atraso gera multa, restrições e perda de benefícios.

lounge-empreendedor-tempo-acabando

Os Microempreendedores Individuais do Estado de São Paulo têm até o dia 31 de maio para entregar a Declaração Anual Simples Nacional do MEI (DASN-SIMEI), documento obrigatório para que a empresa registrada como MEI continue prestando serviço sem restrições. Hoje, a modalidade é um dos grandes destaques da economia, com 4,8 milhões de empresas registradas como MEI no Brasil. Só em São Paulo, o número chega a 1,2 milhão.

Até a data limite, o Sebrae-SP terá um esquema especial de atendimento ao MEI. Todos os 33 escritórios da entidade no Estado estarão com equipes destacadas apenas para auxiliar o MEI no preenchimento da declaração anual, cálculo de débitos e impressão de boletos para regularização da empresa. O atendimento pode ser feito também pelo telefone 0800 570 0800 e na Sala do Empreendedor do município.

"São Paulo é o Estado com o maior número de MEIs no país, mas faltando menos de um mês apenas 36% das empresas entregaram a sua declaração. Respeitar o prazo garante a manutenção dos benefícios, evita multas e até o cancelamento da empresa junto ao Simples Nacional", afirma o diretor superintendente do Sebrae-SP, Bruno Caetano.

A declaração anual é gratuita. Para enviar, basta acessar Portal do Empreendedor  (http://www.portaldoempreendedor.gov.br), digitar o CNPJ, informar o valor da receita bruta referente ao ano de 2014 e seguir as instruções até a impressão do comprovante (que também pode ser salvo na versão digital).

Não entregar a Declaração Anual até a data estipulada gera multa de R$ 50,00 para o MEI. O valor cai para R$ 25,00 caso o MEI procure regularizar sua situação sem uma convocação oficial. Além disso, o empreendedor corre o risco de perder todos os benefícios previdenciários assegurados ao MEI como auxílio-doença, licença-maternidade, pensão por morte, aposentadoria, além de ficar impossibilitado de emitir nota fiscal.

Mesmo quem estiver inadimplente com o recolhimento mensal de tributos junto à Receita Federal precisa entregar a Declaração Anual do MEI e regularizar a sua situação antes de completar um ano de débito.

Após 12 meses sem realizar o pagamento do imposto mensal e sem entregar a Declaração Anual, haverá o cancelamento automático do registro da empresa (com perda de todos os registros: NIRE, CNPJ, IE, CCM, etc.).  O empreendedor ainda fica impedido de obter uma Certidão Negativa de Débito, documento solicitado pelo mercado, por exemplo, para compra de imóvel e financiamentos bancários.

Principais obrigações do MEI

  • Gerar na internet guia de pagamento e pagar tributo único que varia de R$ 40,40 a R$ 45,40, que será destinado à Previdência Social e ao ICMS ou ao ISS. Por estar enquadrado no Simples Nacional, o MEI fica isento dos tributos federais (Imposto de Renda, PIS, Cofins, IPI e CSLL).
  • Envio de declaração anual de faturamento da empresa até 31 de maio.

Riscos da inadimplência

  • Perda dos benefícios sociais: auxílio-doença, licença-maternidade, pensão por morte, aposentadoria.
  • Exclusão do Simples Nacional
  • Multa e juros até o efetivo pagamento

Quem pode ser MEI

  • Empresário com faturamento de até R$ 60 mil/ ano em atividades como costureira, pintor, cabeleireira, manicure, pipoqueiro, entre outras.
  • Não é sócio nem titular ou administrador de outra empresa
  • Pode ter apenas um empregado contratado que receba o salário mínimo ou o piso da categoria

 

26 mai 2015

QUER CRESCER MAIS RÁPIDO?

No Comments Administração e Gestão, Empreendedorismo, Inteligência Competetitiva, Mercado, Nem Todo Empreendedor Nasce Sabendo, Tecnologia, Tomada de Decisão

Pesquisa aponta que empresas com sistemas de planejamento de recursos crescem 35% mais rápido 

lounge-empreendedor-erp

Empresas que fazem uso de sistemas de planejamento de recursos (ERP na sigla em inglês) crescem 35% mais rápido e têm produtividade 10% maior do que suas concorrentes que não têm acesso a ferramentas desse tipo. É o que aponta o estudo “Impact of data effectiveness on business outcomes at medium-sized businesses in North America and Europe” elaborado pelo IDG Research Services a pedido do Grupo Sage, líder mundial em softwares de gestão para pequenas e médias empresas, que ouviu representantes de 300 companhias de médio porte dos Estados Unidos e Europa sobre o impacto de dados e informações eficientes em seus negócios.

De acordo com o levantamento, melhorias em acessibilidade, usabilidade, qualidade e inteligência de dados têm um impacto positivo direto nos resultados do negócio. Companhias com alta performance na área de business intelligence são 2,2% mais rentáveis, têm quatro vezes mais probabilidade de otimizar seus níveis de estoque e apresentam melhora consistente na qualidade de entrega para seus clientes em 9%.

A possibilidade de acessar remotamente informações sobre o negócio é outro aspecto comum entre empresas que apresentam bons resultados. Conforme mostra o estudo realizado pelo Grupo Sage, companhias de sucesso têm quatro vezes mais probabilidade de processar encomendas à distância e ter acesso móvel aos dados aumentam as vendas de novos produtos em 5% e as vendas para novos clientes em 3%.

“Em um cenário de grande competitividade como o atual, a adoção de sistemas de gestão se configura, cada vez mais, como um fator determinante para o sucesso de um empreendimento”, diz Jorge Santos Carneiro, CEO da Sage no Brasil.

25 mai 2015

COMEÇOU: PRÊMIO PREFEITO EMPREENDEDOR

No Comments Ambiente Legal, Desenvolvimento Sustentável, Empreendedorismo, Gestão Pública, Políticas de Desenvolvimento, Sociedade e Política

Iniciativa reconhece projetos de estímulo ao desenvolvimento das pequenas empresas

lounge-empreendedor-prefempreendedor

Até 31 de julho, os gestores municipais podem se inscrever na 9ª edição do Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor, que reconhece ações de estímulos ao desenvolvimento econômico e social por meio do incentivo aos negócios de pequeno porte. Realizada a cada dois anos, a premiação é concedida aos prefeitos de todo o Brasil e São Paulo de destaca pelo grande número de prefeitos que são reconhecidos com o selo em todas as edições. Mogi das Cruzes teve vaga garantida na últimas edições!

O prêmio tem o objetivo de incluir o empreendedorismo na agenda do desenvolvimento municipal assim como acontece com saúde e educação, que já integram os planos de governos. A premiação seleciona o melhor projeto e também as ações de destaque em categorias temáticas: Implementação e Institucionalização da Lei Geral, Compras Governamentais de Pequenos Negócios, Desburocratização e Formalização, Pequenos Negócios no Campo, Inovação e Sustentabilidade, e duas novas categorias: Municípios Integrantes do G100 e Inclusão Produtiva com Segurança Sanitária.

O prêmio representa uma importante parte da missão do SEBRAE-SP de disseminar boas práticas em políticas públicas que gerem o desenvolvimento sustentável.

"Queremos que essas iniciativas de sucesso se multipliquem pelos municípios. Para isso, é necessário que as prefeituras realmente apoiem o empreendedorismo e os pequenos negócios, simplificando procedimentos de registro e licenciamento, abrindo o mercado das compras públicas aos pequenos negócios, levando benefícios e garantindo o tratamento diferenciado ao setor" afirma o presidente do Sebrae-SP, Paulo Skaf.

Os projetos podem ter como foco empresas formais ou em processo de formalização, individuais ou organizadas em consórcios e associações, de qualquer setor e localizadas em áreas urbanas e rurais. Cada município pode inscrever até dois projetos desde que em categorias diferentes. Concorrem nacionalmente somente as propostas vencedoras nas respectivas categorias da etapa estadual.

"Queremos despertar nas lideranças locais o poder de transformação social e de desenvolvimento local que as micro e pequenas empresas possuem, uma vez que o setor é responsável por 99% das empresas abertas no país e importantíssimo gerador de emprego e renda" afirma Bruno Caetano, diretor-superintendente do Sebrae-SP.

Na última edição, 335 projetos inscritos de 265 prefeituras foram escritos em São Paulo. Os prefeitos que tiverem dúvidas sobre as inscrições podem contatar o escritório regional do Sebrae-SP mais próximo de sua cidade. Conheça as histórias vencedoras da última edição em http://sebr.ae/SP/livroppe

Mais informações em: http://prefeitoempreendedor.sebraesp.com.br/

lounge-empreendedor-prefempreendedor

31 mar 2015

OFERTA OU CONTEÚDO

No Comments Administração e Gestão, Comunicação, Economia Digital, Empreendedorismo, Internet, Marketing, Mídias Sociais, Nem Todo Empreendedor Nasce Sabendo

Encontrar o equilíbrio entre a oferta e o conteúdo é um dos principais desafios dos novos empreendedores. Veja algumas dicas para se sair bem nas suas escolhas.

 

lounge-empreendedor-oferta-ou-conteudo

A cadência da comunicação e a qualidade do conteúdo que você divulga rapidamente determinam a qualidade da experiência de seu cliente. Como comerciantes, nos esforçamos para estar afinados nessa travessia visando produzir os resultados esperados. Como você pode garantir que suas mensagens de marketing são eficazes sem que tenha de enfiar ofertas por tempo limitado goela abaixo das gargantas às vezes abertas de seus clientes? Neste mais novo paradigma, onde o conteúdo é o rei, será que é possível gerar resultados com respostas diretas enquanto entregamos ótimas informações?

Aqui estão algumas de nossas estratégias favoritas para ajudar você a encontrar o equilíbrio entre oferta e conteúdo:

  1. Estabeleça uma harmonia: Todo grande relacionamento cresce ao longo do tempo. Construir um ótimo relacionamento com seus clientes não é exceção. Tente acelerar o processo e talvez acabe queimando a ponte antes de atravessar seguramente rumo à terra mágica das compras maiores feitas repetidamente e dos clientes fidelizados por toda a vida. Planeje a experiência do cliente com um aumento gradual na frequência da comunicação incluindo as vendas, ofertas especiais e mensagens de reengajamento. Você sempre pode aumentar o ritmo no futuro, mas uma vez que o cliente desengata não existe um botão para começar tudo de novo que o faça voltar facilmente. Proteja seu negócio das altas taxas de rejeição e de cancelamento ao conduzir esse processo lentamente.
  2. Conquiste a confiança: A parte crítica da elaboração dessa experiência gratificante é conquistar a confiança de seu cliente. Seus clientes sabem que você é uma empresa e, compreensivelmente, deseja maximizar suas vendas, mas isso não significa que vão responder bem ou apreciar propaganda enganosa, falta de transparência nos preços ou serem bombardeados com ofertas vazias quatro vezes por semana. Mostre à sua clientela que você a respeita e vai manter um diálogo permanente com ela sem esperar nada em troca. Reserve um tempo para demonstrar seu agradecimento pelo fato de os clientes preferirem sua empresa sem tentar vender um único item. Faça melhorias sensíveis nos produtos baseadas nos comentários deles. Esses gestos irão conquistar confiança e mostrar o quanto você valoriza os clientes.
  3. Faça ofertas relevantes: Já reparou que quando aparece um comercial ou um anúncio no computador que mexe com seu interesse você fica menos propenso a trocar de canal, mudar de página ou clicar em fechar no link que fica no canto superior direito? É incrível como alguns dos princípios básicos da publicidade ainda são válidos, mesmo com os luxos da segmentação que os grandes bancos de dados e o rastreamento dos cliques nos proporcionaram na última década. Avalie o contexto de sua oferta e esteja certo de que ela seja relevante para o público que deseja atingir. Tire proveito de todos os segmentos disponíveis dentro de sua lista de clientes e envie para eles mensagens personalizadas. O que você perde em quantidade via segmentação, vai compensar com a qualidade da taxa de conversão e o aumento da força do relacionamento com seus clientes.
  4. Recheie a oferta com conselhos verdadeiros: Assim como seus clientes apreciam ofertas relevantes, eles também procuram por conselhos verdadeiros, honestos e aplicáveis. Seja sobre a melhor marca de tinta para cobrir as paredes da nova cozinha ou como criar seu próprio cartão de visita, os consumidores estão mais espertos do que nunca e aumentaram suas expectativas em relação ao conteúdo de qualidade em relação às marcas que usam e gostam. Aproveite a liderança e com argumentos convincentes dê a eles o que mais ninguém pode. Talvez você tenha alguns especialistas inexplorados em sua equipe que possam ser os rostos por trás dos conselhos oferecendo um toque mais humano.
  5. Inspire engajamento através da simbiose: Os melhores relacionamentos com clientes são enraizados pela simbiose. O maior envolvimento e participação deles leva sua companhia a crescer e você realmente acredita que a compra de seus produtos irá beneficiá-los. Dedique um amplo espaço na experiência do cliente para explicar o benefício de seus produtos ou serviços. Coloque isso detalhadamente na página de seu produto, nos recibos, nos e-mails de marketing e muito mais. Lembretes consistentes sobre a qualidade irão aumentar o prazer do cliente e isso trará resultado na hora de adicionar o produto no carrinho, o que pagará os esforços em longo prazo, tanto para você quanto para o consumidor.

Dena Enos é Vice-presidente de Marketing da LogoMix, uma plataforma self service para pequenas empresas que oferece serviços de marketing e desenvolvimento da marca que permite a criação de cartão de visita profissional em minutos. Ela tem comandado equipes globais na conquista de clientes, lidado com marketing de relacionamento com consumidores, gestão de marcas, relações públicas e mídias sociais. Conta com mais de 10 anos de experiência como líder sênior desde startups até em empresas de capital aberto.   

29 mar 2015

VEM DE BIKE

No Comments Administração e Gestão, Atendimento ao Cliente, Boas Práticas, Economia, Empreendedorismo, Inteligência Competetitiva, Mercado, Nem Todo Empreendedor Nasce Sabendo, Promoção de Vendas, Proposta de Valor, Responsabilidade Social Empresarial

Sebrae-SP oferece dicas de adequação dos estabelecimentos aos adeptos do uso de bicicletas. 

 

lounge-empreendedor-vem-de-bike

Como vocês sabem, fiz parte do Sebrae por muitos anos e confesso que me apaixonei pela nova proposta da instituição: um livreto com dicas para empreendedores que desejam adaptar sua empresa para receber os usuários de bicicleta, bem como uma lista de 30 oportunidades de negócios mapeadas de acordo com as necessidades do público que usa a bicicleta como meio de transporte nas grandes cidades. Trata-se do "Ciclo Oportunidades – Pedale e lucre mais com a mobilidade urbana".

"A mobilidade urbana não é uma tendência, é uma realidade. Ao invés  de ser visto como um obstáculo à geração de negócios, esse novo contexto pode ser entendido como uma oportunidade para as empresas criarem diferenciais competitivos", explica Rodrigo Hisgail de Almeida, consultor do Sebrae-SP.

Segundo a Associação Brasileira da Indústria, Comércio, Importação e Exportação de Bicicletas (Abradibi), o Brasil é o terceiro maior produtor de bicicletas, com 4 milhões de unidades ao ano, e o quinto maior mercado consumidor do mundo, com uma frota estimada em 80 milhões de unidades.

Para atrair quem anda de bicicleta para trabalhar ou por esporte é necessário fazer ajustes para tornar a empresa um local "bike-friendly" (amigo do ciclista). Quem usa este meio de transporte pode frequentar um estabelecimento porque soube que será bem tratado e não terá preocupação ao levar sua bicicleta.

Algumas dicas práticas e baratas tornam a empresa convidativa aos ciclistas, como:

  • sinalize que o local oferece facilidade a este público por meio de recursos visuais como placas ou selos;
  • ofereça espaço para que o cliente guarde a bicicleta com segurança;
  • faça parceria com estacionamentos próximos caso não possua espaço suficiente para criar um bicicletário, e;
  • tenha equipamentos disponíveis para empréstimo, como cadeados ou correntes.

As 30 oportunidades de negócios listadas no livreto estão associadas à mobilidade urbana. Para quem pensa em montar uma empresa voltada ao público ciclista, estão sugestões como: venda de bicicletas, produção de peças e acessórios, moda bike fashion, restaurantes, hotéis, empréstimo de bicicletas, oficinas de reparos, café bike, entre outros.

Tornar a experiência de consumo mais cômoda é uma estratégia eficiente. O cliente ciclista vai se sentir mais acolhido, vai gastar ali e voltar novamente. Além disso, cada vez mais o público se preocupa não só em comprar, mas também em conhecer de quem está comprando, e está dando preferência a empresas que tenham ações de sustentabilidade.

O material está disponível para download gratuito. Basta clicar na imagem abaixo:

lounge-empreendedor-vem-de-bike