Complexidade não significa efetividade quando o assunto é planejamento da sua empresa. Acerte na escolha! Preocupação com o passado ou ansiedade com o futuro são sentimentos que não ajudam quem quer uma vida melhor. Remova o medo da sua vida e seja o que sempre sonhou! Inteligência e honestidade emocional: você já parou para pensar em como seus sentimentos influenciam suas decisões? Páre e pense agora! Estabelecer limites saudáveis nos relacionamentos do ambiente de trabalho pode ser crucial para você. Fique atento! Sua qualidade de vida é determinada pelas escolhas que você faz diariamente. Veja aqui como tirar o máximo proveito da sua vida! Coaching: faça sua consulta e agende seu horário para entender como esse processo pode ajudar você.
07 Feb 2015

CAMINHO DO SUCESSO

No Comments Administração e Gestão, Ambiente de Trabalho, Carreira, Coaching, Empreendedorismo, Propósito, Sucesso

Se cair, levante. Se estiver difícil, analise outras possibilidades. Mas desistir não é uma opção para quem deseja ter sucesso.
 

lounge-empreendedor-caminho-do-sucesso


É verdade que pessoas de sucesso pensam diferente? Não poderia afirmar que tal sentença é verdadeira, mas certamente pessoas criativas, que buscam alternativas diferentes e que nutrem um sentimento positivo em relação aos desafios tendem a ter mais sucesso do que aquelas pessoas pessimistas e com problemas para encontrar soluções.

Existe um clichê que diz que pensar fora da caixa é importante e concordo com ele quando a caixa representa os limites do pensamento criativo, uma barreira que impede a originalidade ou, até, uma imagem distorcida do que é felicidade ou sucesso.

A maioria dos profissionais coloca seu trabalho a serviço daquilo que ainda não alcançaram, quando deveria trabalhar por um significado. Precisamos aprender a desconstruir modelos e preconceitos para reconstruir uma visão de mundo mais rica e consciente. Ter sucesso é ter êxito, é sentir felicidade em relação aos objetivos que traçamos e alcançamos. É sentir que a vida evolui, mesmo diante das adversidades.

Quando ganhamos lucidez sobre os propósitos da nossa atividade e não nos deixamos explorar, ou continuar em lugares que não estejam alinhados com aquilo que acreditamos, caminhamos para a construção deste sentido de sucesso. Se você está rico, mas tem princípios que não são compartilhados na empresa que trabalha, por exemplo, é melhor ter essa lucidez o quanto antes e montar um plano para sair. Ou jamais sentirá a plenitude do sucesso.

Num primeiro momento parece ser ruim, mas a busca por um trabalho onde haja coerência é uma busca que no longo prazo compensa. Eu garanto!  Você ganha dignidade e tem mais chances de encontrar significado no trabalho, algo tão falado hoje em dia.

O propósito do trabalho tem de ter a ver com aquilo que temos de melhor, com nossas competências e aquilo que nos encanta fazer. E disso não podemos abrir mão. Se existe alguma chance de a vida ser boa de ser vivida é quando ela resulta de nossas livres escolhas — para o bem ou para o mal. E garanto: há inúmeras possibilidades.

Por isso, não acredite no sucesso associado ao mais talentoso ou à sorte. Sucesso seve ser uma iniciativa própria. Não espere encontrá-lo em algum manual de sobrevivência nos negócios! Se por um lado, buscá-lo em livros de autoajuda diminuiria a angústia e responsabilidade. Por outro, faria você perder a oportunidade de encontrar seu real significado: você vai seguir dez lições que servem para qualquer um e que não dão certo para a maioria? Não existe receita pronta para nada.

Segundo o filósofo Clóvis de Barros Filho, professor de ética da Escola de Comunicação e Arte da Universidade de São Paulo, “quem sai da caixa seguindo cinco passos já vai direto para dentro de outra caixa”.

Busque seu caminho! O sucesso chega para as pessoas esforçadas, que trabalham duro e seguem caminhos que outros ainda não pisaram. Siga em frente, talvez você o encontre apenas alguns metros à sua frente! 

Veja o caso deste físico quântico português: João Magueijo (um português) é um daqueles caras inspiradores que ousou sair da caixa e questionar a teoria da relatividade de Einstein.Sim! A teoria da relatividade… 

05 Feb 2015

VOCÊ PODE FAZER O QUE?

No Comments Ações Sociais, Desenvolvimento Sustentável, Escolhas, Protagonismo, Qualidade de Vida, Responsabilidade Social Empresarial, Saúde

Eu acredito do poder da ação e das pessoas unidas em torno de uma causa. E você? 

lounge-empreendedor-voce-pode-fazer-o-que

Cada vez mais, a população tem acompanhado a situação hídrica no País. O que antes era um problema que afetava somente uma parcela dos brasileiros, hoje atinge grandes metrópoles como São Paulo e Rio de Janeiro. E, neste cenário, precisamos descobrir uma nova forma de nos relacionamos com um dos nossos bens mais preciosos.

Para levar o debate sobre a importância da economia de água para os jovens, a Unilever reuniu o empreendedor social Renê Silva (que é um querido e amigo do Lounge Empreendedor) e a cantora Preta Gil em um bate-papo no Morro do Alemão, no Rio de Janeiro. O encontro, realizado em dezembro do ano passado, discutiu como medidas simples podem fazer a diferença para garantir o acesso de todos à água de qualidade.

 “O resultado esta capturado em um vídeo que retrata o papel de cada um para garantir o acesso à água de qualidade, além de trazer dicas que podem ser adotadas por todos. Sabemos que mudanças simples de comportamento, quando adotadas em massa, podem gerar grandes economias, e é nosso papel trazer esse tema à tona em um momento delicado como este que o país está vivendo”, comenta Diego Colicchio, diretor de Marketing de Home Care e Marca Corporativa da Unilever.

 A ação faz parte do Projeto Sunlight, criado pela Unilever em 2013, e que tem como objetivo motivar milhões de pessoas a viverem de modo mais sustentável, inspirando-as a construírem uma sociedade melhor para as gerações futuras. Já em seu primeiro ano, o Projeto Sunlight transformou a vida de dois milhões de crianças nos Estados Unidos, Reino Unido, Brasil, Índia e Indonésia e inspirou mais de 100 milhões de pessoas em todo o mundo a adotarem comportamentos mais conscientes.

“Somos uma empresa pioneira em trazer a sustentabilidade para o centro do modelo de negócios. Acreditamos que ser sustentável não permeia apenas temas ambientais, mas refere-se a uma visão holística para as questões sociais que podem ser transformadas positivamente através das iniciativas que estamos promovendo, como o Projeto Sunlight.”, finaliza o executivo.

Talvez nem todos nós tenhamos o potencial da Unilever para levar adiante projetos como o Sunlight http://projetosunlight.com.br/, mas tenho certeza que tem boas ideias de como melhorar a vida das pessoas. Que tal contar um pouco pra gente?

Você pode também se engajar com o próprio Sunlight: http://bit.ly/1rzkz1J

Olha só o papo do Renê e da Preta…

 

31 Jan 2015

DE VOLTA À ROTINA

No Comments Administração e Gestão, Ambiente de Trabalho, Boas Práticas, Carreira, Coaching, Comportamento Empreendedor, Cotidiano, Gestão do Tempo, Produtividade

Não pragueje contra a rotina, ao contrário, comemore quando tudo está normal.

lounge-empreendedor-de-volta-a-rotina

Todo dia ela faz tudo sempre igual: me sacode às seis horas da manhã, me sorri um sorriso pontual e me beija com a boca de hortelã." A música "Cotidiano", de Chico Buarque, pode parecer o presságio de uma vida sem graça, mas ter uma rotina estabelecida não é sinônimo de tédio ou marasmo.

Na verdade, o ser humano, com a sua interminável mania de reclamar, vive criticando a rotina, desejando que as coisas mudem ou esperando que um meteoro passe pela sua vida para, nesse vendaval de emoções, sentir-se renovado e reanimado.

A palavra rotina significa "um conjunto de operações ordenadas, que fazem parte de um programa para executar uma operação repetida, que se efetua frequentemente ou sempre da mesma maneira". Rveclamamos da rotina, mas esquecemos de que, quando saímos dela, nem sempre há uma garantia de acontecimentos bons.

Quantos não gostariam de nunca ter ouvido aquela notícia de uma doença grave? Quantos não quereriam voltar o tempo antes de ouvir que aquela relação estava desgastada e que melhor era a separação? Quantos não queriam de volta o emprego de que tanto reclamavam?

Por isso, precisamos aprender a valorizar a "rotina boa", o beijo de "bom dia" ou "boa noite", as brincadeiras, o almoço com os amigos, o dormir abraçadinho… É ela que nos mostra o valor do formidável. Pense bem: o que você gosta de fazer pra sair da rotina? Viajar? Faça isso todos os dias, durante anos. Logo essa se tornará sua rotina. Não tem jeito! E é para isso que ela serve, para você desejar as férias de fim de ano, a saída ao barzinho, a viagem para o lugar dos sonhos.

Outro significado da palavra é: "caminho já trilhado e sabido". Porque não podemos encarar assim nosso cotidiano? Não é bom sabermos como será o dia de amanhã? Os períodos em que mais sentimos medo, angústia e ansiedade são justamente aqueles em que desconhecemos o que está por vir.

Por isso, defendo a rotina como algo necessário, indispensável e insubstituível. Nosso corpo precisa dela para seu bom funcionamento e nossa mente precisa de tempo, tranquilidade e calma para organizar o pensamento lógico, avaliar cenários e tomar decisões. Nada se constrói sem disciplina e organização.

Precisamos aprender a valorizar o caminho conhecido, não esperar demais das situações e aprendermos a nos sentir felizes sem que nada de especial tenha acontecido; apenas o fato de tudo estar no seu devido lugar, de nos sentirmos bem e termos a consciência tranquila. Na realidade, a cada novo amanhecer existe uma renovação e, para sair da rotina, basta despertar a cada dia de bom humor, esperando que esse novo dia corra bem, para que possamos fazer o melhor e que boas surpresas possam nos surpreender.

Se você quer um passo a passo para estabelecer uma rotina eficiente, vejas as dicas que o Lounge Empreendedor preparou pra você: 

  • Organização: Antes de conseguir mudar a sua rotina, ou criar hábitos que favoreçam o desenvolvimento das suas atividades, é preciso ter um plano, um mapa de todas as suas tarefas. Conhecer bem a sua rotina é o primeiro passo para conseguir traçar um plano. Em seguida, organize a sua vida, começando pela sua mesa de trabalho, o desktop do seu computador e a ordem das tarefas.  Isso vai ajuda-lo a economizar tempo, essencial para uma rotina eficiente.
  • Realidade: Ser otimista é importante, mas ser realista é uma necessidade. Por isso, não crie metas inatingíveis! Trace a sua rotina de acordo com o tempo que você tem disponível e o período que você leva para executar cada tarefa. Monte uma lista com todas as tarefas e coloque-as de acordo com a prioridade. Seja razoável e tenha bom senso ao escolher as mais importantes e inevitáveis primeiro.
  • Multitarefa: Realizar várias tarefas ao mesmo tempo pode ser totalmente prejudicial para a qualidade final do seu trabalho. Embora alguns projetos exijam que você se envolva em diferentes atividades, seja cuidadoso e tente fazer cada uma individualmente, para conseguir se dedicar mais e melhor.
  • Produtividade: Quem conhece a si mesmo sai na frente dos outros profissionais, pois consegue reconhecer qual o melhor momento para executar determinadas tarefas. Considere isso durante a sua rotina, observe qual o horário e o rendimento de todas as suas atividades e vá modificando até conseguir uma rotina otimizada.
  • Tempo: A gestão de tempo é essencial para uma rotina eficiente. Faça uma planilha e insira todas as suas atividades e o tempo que leva em cada uma. Vá anotando até conseguir uma forma organizada e que promova melhor a produtividade.
  • Reuniões: Reuniões costumam ocupar tempo demais, por isso cuidado com elas. Só aceite participar de reuniões quando for realmente importante. Quem está gerenciando uma equipe, deve observar qual o melhor horário e dia para marcar essas reuniões, sem prejudicar o desempenho final.
  • Mídias sociais: Ficar online o tempo todo pode ser prejudicial ao seu desempenho. Claro que é importante participar das redes sociais, mas tenha bom senso e separe um período para participar das redes que você faz parte, sem prejudicar o seu desempenho.
  • Informação: Existem várias maneiras de conseguir melhorar a aquisição de conhecimento, por isso, aproveite para fazer uma triagem sobre as principais notícias e informações sobre a sua área de atuação. Quem está bem informado sempre tem destaque.

E se agora, você estiver com um tempinho livre, aproveita pra curtir Chico Buarque com um novo olhar sobre a rotina! 

 

01 Nov 2014

HONESTIDADE EMOCIONAL

No Comments Aprendizagem, Capital Humano, Comportamento Empreendedor, Gestão de Pessoas, Inteligência Emocional, Liderança, Qualidade de Vida, Relacionamento Interpessoal, Viva Positivamente

Seja sempre algo que você ama e entende. Esqueça o resto, pois tudo o que você preciso está em si mesmo! Todo o resto é ilusão. 

lounge-empreendedor-honestidade-emocional

Um dos principa​is fatores que diferencia os relacionamentos extremamente significativos daqueles meramente bons é a profundidade da intimidade emocional que construímos. É claro que existem outros fatores: autenticidade, vulnerabilidade, entrega e quiçá, um pouco de coragem!

Coragem para enfrentar o exercício constante do equilíbrio entre a razão e com a emoção – duas partes aparentemente antagônicas de nós que quando conhecidas e bem geridas se completam elevando nossa sabedoria e crescimento.

Ao sermos confrontados com as nossas emoções, precisamos aprender a senti-las e a perceber o que elas nos transmitem, o que nos dizem acerca das nossas vontades, necessidades, valores, medos… No fundo, o que nos dizem acerca de nós e da nossa relação com os outros. Negá-las ou reprimi-las pode conduzir-nos a um sem número de caminhos confusos, desonestos e superficiais.

Ser emocionalmente honesto significa expressar sentimentos verdadeiros e desenvolver o que no mundo de negócios tem feito toda a diferença: a inteligência emocional. É a nossa inteligência emocional (autocontrole, empatia, motivação, consciência, habilidades interpessoais) combinada com a capacidade de identificar com precisão os nossos sentimentos, que nos permite ser emocionalmente honestos.

Ao fazermos isso conosco, ampliamos nosso autoconhecimento e damos um passo no caminho da auto aceitação e de escolhas mais acertadas frente aos nossos próprios desejos e metas. Quando nossa atitude é emocionalmente honesta com os outros, certamente aumentamos a probabilidade de nossos filhos, cônjuges, chefes ou amigos nos espelharem.

O grande problema é que a maioria das pessoas acredita que os outros não vão tolerar sua honestidade, e assim preferem viver as aparências e a superficialidade, alegando que desta forma não ferem ninguém, racionalizam a falsidade em nobreza e contentam-se com relacionamentos rasos.

Se você quer uma vida próspera ao invés de uma vida insalubre e sem significado, prepare-se a enfrentar alguns de seus medos e talvez, não ser aceito por todas as pessoas. “Jogar pelo seguro” e esconder seus reais sentimentos é uma forma de sabotagem e manipulação que realizamos num esforço para controlar as respostas que receberemos dos outros, na esperança de ganhar sua aprovação ou minimizar as chances deles sentirem-se magoados, irritados, ou descontentes conosco.

As melhores relações não são as que têm poucos conflitos, mas sim aquelas que estão dispostas a agir de forma honesta e sensível. Com este tipo de atitude, promovemos e desenvolvemos as habilidades de comunicação e aprendemos a lidar respeitosamente com as diferenças. Como diria Daniel Goleman, só assim seremos “emocionalmente inteligentes”.

25 Oct 2014

RESPEITO É BOM, E EU GOSTO.

No Comments Carreira, Comportamento, Comunicação, Cotidiano, Internet, Mídias Sociais, Responsabilidade, Solidariedade, Viva Positivamente, Web

Com a popularização das redes sociais e seu poder de alcance, tem gente que usa a internet para tentar curar suas mágoas, atacar e magoar sem critério. Tem dias que eu canso! #prontofalei

lounge-empreendedor-respeito-eh-bom

O período eleitoral, a fase final do campeonato brasileiro de futebol, a intolerância religiosa e sexual e tantas outras situações recentes que tenho acompanhado na internet e fora dela me mostram que, sem dúvida, precisamos de mais educação, bom senso e respeito nas interações virtuais.

No mundo off-line, costumamos ser mais polidos e seletivos na demonstração de nossas opiniões e argumentos. Já na internet o hábito de defendermos nossa liberdade de expressão sem respeitar a do outro é muito mais frequente.

Muitos agem como se a internet ainda fosse “terra de ninguém”. É como se criassem seu próprio limite, agindo com intolerância e extravasando uma raiva desmedida que destoa, inclusive, daquilo que são “na vida real”.

O anonimato, as facilidades do acesso e/ou a possibilidade de dizer o que quiser e depois simplesmente “bloquear” uma resposta parecem criar uma internet personalizada, onde não exista nada além do que gostam ou concordem. Tenho visto adultos agindo como crianças caprichosas sem razão em situações das mais banais.

Debater, discordar, defender pontos de vista e crenças é positivo desde que você entenda que para ser construtivo e útil isso deve ser feito com educação e respeito. Tenho certeza que você já passou por alguma situação em que pensou: “mesmo sendo uma causa nobre, é inútil discutir com fulano”.

Nossa indignação virtual está exagerada! Precisamos levar para a internet o bom e sábio ditado de fazermos ao outro o que desejamos para nós mesmos. Vamos escolher melhor nossas batalhas! Apesar de simples, essa conduta poderosa que poderia literalmente mudar o mundo, não é colocada em prática por força do ego, da necessidade de autoafirmação e da irracionalidade.

Discorda de algo que alguém escreveu? Exponha seu ponto de vista com educação, dê oportunidade ao outro se expor, apresente propostas de forma civilizada e mesmo que cada um permaneça com suas ideias e convicções intactas, a mensagem que ficará ao final é de entendimento e tolerância.

Se num primeiro contato, você perceber que o outro não aceita bem seus argumentos, pense se vale a pena revidar e entrar num “ringue” de batalha de virtual. Sinceramente, eu prefiro procurar alguém mais inteligente para conversar!

Leve adiante apenas aquelas conversas com quem você poderá aprender ou que realmente venham a agregar algo sobre temas que valham a pena e mantenham a sua classe e elegância. Não haja como um animal enfurecido, pois assim até seus argumentos perdem a credibilidade.

Toda interação construída com respeito e educação tende a dar bons frutos. Aquelas baseadas na imposição, agressividade e medo geralmente não trazem nada além de desgaste e frustração. E como dizia Clarice Lispector: “se me achar esquisita, respeite, pois até eu aprendi a me respeitar!”.